Confira 10 receitas incríveis com vinho para você preparar


Confira 10 receitas incríveis com vinho para você preparar

Existem diversas receitas com vinho que levam a bebida como ingrediente — principal ou apenas para dar um toque especial aos alimentos. Além do mais, você pode se servir com uma taça para saborear enquanto prepara a refeição.

O ideal é escolher um vinho de qualidade e que você goste. Isso é importante porque o álcool evapora e são as propriedades da bebida que ficam na preparação. Você também pode aproveitar para harmonizar a refeição com o próprio vinho que utilizou na receita, evitando desperdícios.

Ao preparar os pratos, é importante deixar o vinho cozinhar o tempo necessário e seguir a receita rigorosamente. Para isso, tenha paciência, pois o álcool demora para ser liberado e é necessário aguardar para que os alimentos recebam todos os sabores do vinho.

Outra dica antes de ir para a cozinha é escolher a panela certa. Não é interessante que a bebida entre em contato com utensílios de cobre, ferro e alumínio. Os metais contidos nesses instrumentos podem reagir com o vinho e aumentar a acidez da receita. Por isso, o melhor é usar panelas inox para que não ocorra alteração no sabor.

Continue a leitura e conheça as receitas com vinho que preparamos para você.

1. Frango ao vinho tinto

Essa receita é uma variação do clássico da cozinha francesa chamado Coq au vin, que surgiu na região da cidade de Clermont-Ferrand (Puy-de-Dôme). A história diz que o prato surgiu da rendição do exército de Júlio César, que recebeu um galo-de-briga. A ação resultou em um jantar no qual o cardápio foi galo cozido no vinho.

Tradicionalmente, o prato era feito com galos reprodutores abatidos velhos. Por isso, o vinho era usado para amaciar a carne dura do animal. Hoje, a receita é preparada com frango ou galinha e vinho da Borgonha mas você pode adaptá-la com outro vinho. Confira.

Ingredientes

Para a marinada:

  • 1 kg coxa e sobrecoxa de frango;
  • 1 cebola picada;
  • 2 cenouras picadas;
  • ervas frescas (tomilho, louro);
  • 3 dentes de alho picados;
  • 1 garrafa de vinho tinto;
  • sal e pimenta-do-reino a gosto.

Para o frango:

  • 50 ml de azeite;
  • 1 colher (sopa) de manteiga;
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo;
  • 1 ramo de cebolinha;
  • 150 gramas de cogumelo em conserva;
  • sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo

Para a marinada:

  • coloque em um saco plástico a cebola, as cenouras, as ervas, os dentes de alho, o vinho, o sal e a pimenta;
  • acrescente as coxas e sobrecoxas de frango;
  • feche o saco e deixe apurar na geladeira por 24 horas.

Para o prato:

  • retire o frango do saco plástico;
  • coe e reserve o caldo da marinada;
  • em uma panela, aqueça o azeite e doure o frango;
  • junte o caldo e cozinhe, em fogo médio, por 40 minutos ou até as coxas e sobrecoxas ficarem macias;
  • em uma frigideira, derreta a manteiga e acrescente a farinha de trigo;
  • mexa bem, em fogo baixo, e incorpore a mistura à panela de cozimento do frango;
  • junte a cebolinha e o cogumelo em conserva;
  • finalize com sal e pimenta a gosto.

Durante a preparação, é importante deixar o vinho evaporar para que o prato não fique exageradamente ácido. Para isso, faça o cozimento com a panela semi tampada. Quando a refeição estiver pronta, o frango terá uma cor linda, deixando o prato ainda mais apetitoso.

Uma sugestão de acompanhamento são legumes assados ou fettuccine na manteiga. A sugestão de vinho para usar na receita é um Château Lauduc Classic Bordeaux Aoc, que também pode ser harmonizado com a refeição.

VINHO CHÂTEAU LAUDUC CLASSIC BORDEAUX AOC

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

2. Cupim no forno com vinho tinto e cominho

Essa é uma das receitas com vinho preparadas em duas partes. Primeiro, a carne é cozida na panela de pressão com a bebida e outros temperos. Depois, ela é assada com pedaços de batata por aproximadamente meia hora. O resultado é uma carne macia e muito saborosa.

Ingredientes

  • 1 kg de cupim;
  • 1 cebola;
  • 4 dentes de alho picados;
  • 1 colher (café) de cominho;
  • 2 pimentas dedo de moça picadas sem semente;
  • 1 taça de vinho tinto seco;
  • 2 cubos de caldo de carne;
  • 5 batatas médias;
  • sal a gosto.

Modo de preparo

  • Coloque a peça de cupim na panela de pressão;
  • acrescente a cebola cortada em 4 partes, o cominho, o alho, o caldo de carne, o vinho tinto e uma pitada de sal;
  • cubra a carne com água, mexa para misturar bem e deixe ferver;
  • quando levantar fervura, tampe a panela;
  • após pegar pressão, deixe cozinhar em fogo baixo por 1 hora;
  • desligue o fogo, tire a pressão da panela e coloque a carne e o caldo em uma assadeira;
  • espalhe as batatas descascadas e picadas em 4 partes;
  • leve ao forno a 220 °C por 1 hora;
  • na metade do tempo, vire a carne e volte para o forno;
  • corte em fatias antes de servir.

Com essa técnica de cozimento, o cupim fica desmanchando e com uma casquinha crocante e saborosa. A carne é gordurosa, por isso, vinhos mais fortes e com acidez maior, como os Cabernet Franc e Carménère, ajudam a equilibrar a untuosidade.

Nossas sugestões são o Yali Wetland Reserva Carménère e o Terroir Cabernet Franc.

VINHO YALI WETLAND RESERVA CARMÉNÈRE VINHO TERROIR CABERNET FRANC

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

3. Lagarto na panela de pressão com vinho tinto

Com essa receita, a carne não precisa ficar no tempero muito tempo. Apesar disso, o lagarto fica bem macio. O segredo, no final, é espalhar o molho por baixo ou por cima, para que a carne fique ainda mais saborosa. Um ótimo acompanhamento para o prato é a polenta. Confira a receita!

Ingredientes

  • 1,8 kg de lagarto;
  • 2 xícaras (chá) de vinho tinto;
  • 1 cebola picada;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • ½ pimentão verde picado;
  • 1 cenoura picada;
  • 3 colheres (sopa) de óleo;
  • 1 ½ xícara (chá) de água fervente;
  • 2 xícaras (chá) de cebolas pequenas descascadas;
  • 4 batatas grandes cortadas em 4 partes;
  • sal a gosto.

Modo de preparo

  • Bata, no liquidificador, o vinho, o pimentão, a cebola, o alho, a cenoura e uma pitada de sal;
  • coloque a peça de lagarto em um saco plástico e acrescente o caldo;
  • tire bem o ar e feche;
  • deixe na geladeira durante a noite;
  • escorra o caldo e reserve;
  • coloque um fio de óleo em uma panela de pressão e doure o lagarto, virando para selar bem;
  • junte o caldo reservado e a água;
  • tampe a panela e deixe pegar pressão;
  • abaixe o fogo e cozinhe por 40 minutos;
  • abra a panela e retire a carne;
  • coloque as cebolas e as batatas na panela e cozinhe na pressão por 3 minutos;
  • sirva a carne com as cebolas e as batatas, regando com o molho.

Apesar de ser uma carne mais leve e com pouca gordura, o lagarto tem muitas fibras, o que pede um vinho com maior acidez para ajudar a rompê-las durante a digestão. Nesse caso, a dica é usar o Camporsino Chianti Docg ou um Kalfu Sumpai Syrah na marinada.

VINHO CAMPORSINO CHIANTI DOCG VINHO KALFU SUMPAI SYRAH

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

4. Arroz de polvo ao vinho branco

Apesar de simples, esse prato é rico em sabor e digno de um jantar especial. A maior dificuldade é que o polvo é um ingrediente que precisa ser preparado com cuidado, para que não fique com textura de borracha. Para isso, é importante ter atenção ao seu tempo de cozimento. Confira a receita.

Ingredientes

Para o polvo:

  • 1 polvo médio;
  • 1 cebola;
  • 1 ramo de alecrim.

Para o arroz:

  • 4 colheres (sopa) de azeite;
  • 1 dente de alho picado;
  • 2 cebolas;
  • 3 xícaras (chá) de arroz;
  • ½ xícara (chá) de vinho branco;
  • 3 tomates sem pele e sem semente;
  • ½ xícara de molho shoyu;
  • salsinha picada;
  • sal a gosto.

Modo de preparo

  • Coloque o polvo na panela de pressão junto com a cebola picada e o alecrim;
  • acrescente água, tampe a panela e ligue o fogo;
  • deixe cozinhar por 8 minutos e desligue;
  • corte o polvo em pedaços pequenos e reserve com o caldo;
  • em uma panela, coloque o azeite, refogue o alho e a cebola e acrescente o shoyu;
  • coloque o arroz e em seguida o polvo;
  • refogue até que comece a fritar;
  • coloque o vinho;
  • se for necessário, acrescente água;
  • inclua os tomates, a salsinha e o sal;
  • deixe cozinhar até o arroz ficar macio.

Para esse prato, o ideal é usar um vinho branco leve e com acidez. Boas opções são o Ombu Sauvignon Blanc e o El paso del laso verdejo e viura. E que também acompanham perfeitamente com o prato.

VINHO OMBU SAUVIGNON BLANC VINHO EL PASO DE LAZO VERDEJO/VIURA

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

5. Panna cotta com calda de vinho

Vinho também combina com sobremesas. A panna cotta tem origem italiana, proveniente da região do Piemonte, e é muito delicada. É feita com gelatina, creme de leite, aromatizada com baunilha, coberta com frutas ou caldas e servida gelada. Não deixe de experimentar.

Ingredientes

Para a panna cotta:

  • 2 xícaras (chá) de creme de leite fresco;
  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor;
  • 1 xícara (chá) de leite;
  • 1 lata de leite condensado;
  • 4 colheres (sopa) de açúcar;
  • 3 gemas;
  • 1 fava de baunilha (ou 1 colher pequena de essência de baunilha).

Para a calda:

  • ½ xícara (chá) de açúcar;
  • 1 xícara (chá) de vinho tinto seco;
  • 1 pacote de polpa congelada de frutas vermelhas.

Modo de preparo

  • Comece pela calda. Para isso, coloque todos os ingredientes em uma panela e mantenha em fogo médio até formar uma calda não muito grossa;
  • desligue e deixe esfriar;
  • coloque o creme de leite fresco, o leite condensado, o açúcar, o leite e as gemas em uma panela e leve ao fogo médio;
  • mexa até engrossar;
  • desligue o fogo e adicione a baunilha;
  • prepare a gelatina conforme as orientações da caixa e misture;
  • coloque em forminhas individuais pequenas e leve à geladeira por, no mínimo, 4 horas;
  • desenforme com cuidado, regue com a calda e sirva gelado.

O ideal é optar por vinhos com bastante intensidade de cor, pra enaltecer e deixar a calda mais opulenta. Uma excelente opção é o Licor 1875 , mas nesse caso não adicione açúcar a calda , pois a própria bebida acentua o paladar adocicado da panna cotta. preferindo um vinho seco outra opção e que não deixa a desejar é o Primitivo Del Salento 12

1875 VINHO LICOROSO TINTO PRIMITIVO DEL SALENTO 12 E MEZZO IGP

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

6. Estrogonofe de carne com vinho tinto

O estrogonofe é um prato de origem russa que caiu no gosto das pessoas ao redor do mundo. Em cada região, a receita recebe uma adaptação diferente, com ingredientes inusitados. Nessa versão, o vinho ajuda a formar um molho com ainda mais complexidade de sabor.

Ingredientes

  • 1 kg de alcatra;
  • 1 taça de vinho tinto seco;
  • 2 colheres (sopa) de manteiga;
  • 170 gramas de champignon em conserva;
  • 1 cebola picada;
  • 2 tomates picados;
  • 3 dentes de alho amassados;
  • 1 caixa de creme de leite;
  • 2 colheres de farinha de trigo;
  • 1 cubo de caldo de carne;
  • sal, pimenta-do-reino e páprica doce a gosto.

Modo de preparo

  • Corte a carne em pequenos cubos e tempere com sal e pimenta;
  • em uma panela, coloque a manteiga e doure o alho e a cebola;
  • adicione a carne e deixe dourar;
  • dissolva o caldo de carne em água e acrescente à panela;
  • deixe ferver até reduzir;
  • acrescente o vinho e deixe apurar;
  • adicione a farinha de trigo para engrossar o molho, mexendo bem;
  • junte o creme de leite, o champignon, a pimenta-do-reino, o sal e a páprica;
  • mexa bem e deixe em fogo baixo por 10 minutos.

Estrogonofe sempre combina bem com o clássico arroz branco e batata palha. O vinho ideal para usar nessa receita é um tinto seco dolcetto, como o Madonna Di Como Dolcetto D'alba Doc, por ser bem forte e encorpado. Uma alternativa são os elaborados a partir da uva Cabernet Sauvignon, como o Mundvs Cabernet Sauvignon.

VINHO MUNDVS CABERNET SAUVIGNON

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

7. Filé mignon com molho de cogumelos ao vinho tinto

Essa receita tem preparo simples e é muito saborosa. A principal dica é ter cuidado com o ponto do filé, para que fique com o interior rosado e não perca a suculência, lembrando um saboroso churrasco. Veja como é fácil fazer esse prato.

Ingredientes

  • 4 pedaços com aproximadamente 200 gramas de filé mignon;
  • 150 gramas de cogumelo paris;
  • 150 gramas de shimeji;
  • 1 cebola picada;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • 200 ml de vinho tinto seco;
  • 1 caixa de creme de leite;
  • 1 colher (sopa) de manteiga;
  • tomilho e alecrim a gosto;
  • sal e pimenta-do-reino a gosto;
  • 3 colheres (sopa) de azeite;
  • 3 colheres (sopa) de cebolinha picada.

Modo de preparo

  • Tempere os filés com sal, azeite e pimenta-do-reino e reserve;
  • em uma frigideira grande, refogue a cebola com azeite e sal;
  • assim que começar a dourar, adicione os cogumelos e refogue até ficarem macios;
  • acrescente a manteiga e as ervas e misture bem;
  • acerte o sal e reserve;
  • aqueça novamente a frigideira, coloque um fio de azeite e grelhe os filés em fogo alto;
  • deixe dourar bem dos dois lados e reserve;
  • é importante que a carne ainda esteja mal passada, pois vai voltar para a frigideira no fim do preparo;
  • na mesma panela, adicione o vinho e assim que levantar fervura acrescente os cogumelos e o creme de leite;
  • misture bem e acrescente os filés;
  • deixe cozinhar por 2 minutos.

Como acompanhamento, prepare um purê de batata ou de mandioquinha. Para o preparo, o ideal é escolher um vinho com passagem em barrica, para que o molho tenha as notas aromáticas da madeira. Caso o vinho seja muito jovem ou frutado, ele pode sumir no prato.

Sugestões:  Villa lobos cabernet Sauvignon  e Terroir Syrah

VINHO VILLA LOBOS CABERNET SAUVIGNON VINHO TERROIR SYRAH

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

8. Pão de nozes com vinho tinto

Fazer pão parece muito difícil, mas existem algumas etapas que facilitam o processo. A pré-fermentação, por exemplo, é uma fase que deixa o pão mais saboroso, com textura leve e reduz a quantidade de fermento utilizado. Confira o passo a passo.

Ingredientes

Para a pré-fermentação:

  • 100 gramas de farinha de trigo;
  • 100 gramas de farinha do tipo espelta;
  • 200 ml de água;
  • uma pitada de fermento biológico seco.

Para o pão:

  • 200 gramas de farinha de trigo;
  • 150 gramas de farinha integral;
  • 1 colher (café) de fermento biológico seco;
  • 150 gramas de nozes;
  • 125 ml de vinho tinto;
  • 75 ml de água;
  • 2 colheres (sopa) de azeite;
  • uma pitada de sal;
  • farinha de trigo para polvilhar.

Modo de preparo

Para o pré-fermentado:

  • coloque todos os ingredientes em uma vasilha e mexa;
  • tampe e deixe descansar por 3 horas;
  • coloque na geladeira e deixe de um dia para o outro.

Para o pão:

  • em um recipiente, coloque todo o pré-fermentado, as farinhas, o fermento biológico e as nozes picadas grosseiramente;
  • acrescente o vinho, a água, o sal e o restante das nozes em um copo;
  • bata com um mixer;
  • coloque a mistura líquida na parte seca e amasse bem;
  • tampe a massa e deixe fermentar por 1 hora;
  • amasse novamente e forme um pão redondo;
  • coloque a massa em uma forma enfarinhada, tampe com um pano de prato e deixe descansar por 1 hora e meia;
  • leve ao forno preaquecido a 210 °C por 45 minutos;
  • assim que colocar o pão, borrife as paredes do forno com um pouco de água.

Como as nozes têm sabor forte, o ideal é usar um vinho igualmente marcante, como o Malbec ou o Syrah. Nossas sugestões são o Terroir Syrah ou o Argento Malbec. Se quiser deixar o pão com um sabor levemente adocicado, aposte em um vinho do Porto.

TERROIR SYRAH VINHO ARGENTO MALBEC

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

9. Ravióli com molho de vinho tinto

Massa é um prato que não pode ficar de fora quando o assunto é receitas com vinho. E preparar o seu próprio ravióli em casa deixa tudo ainda mais saboroso. Confira como é simples.

Ingredientes

Para o ravióli:

  • 3 ½ xícaras de farinha de trigo;
  • 6 ovos;
  • 1 colher (sopa) de azeite;
  • 1 colher (chá) de sal.

Para o molho:

  • 1 cebola pequena picada;
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva;
  • 1 lata de tomate pelado;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • 2 colheres (sopa) de manjericão fresco picado;
  • ¼ colher (chá) pimenta malagueta picada;
  • ¼ xícara (chá) de vinho tinto.

Modo de preparo

Para o ravióli:

  • coloque a farinha em uma mesa e faça um buraco no centro;
  • acrescente o sal e os ovos no buraco;
  • misture os ovos com um garfo e incorpore cuidadosamente a farinha;
  • sove a massa por 5 minutos;
  • transfira para um recipiente untado com azeite e deixe descansar por 15 minutos;
  • corte a massa em 4 pedaços;
  • abra em uma bancada até a espessura de 1,5 cm;
  • corte a massa e use o recheio da sua preferência (ricota ou carne combinam muito bem);
  • coloque os raviólis em uma panela com água fervendo e retire assim que subirem.

Para o molho:

  • em uma panela, coloque o azeite e doure a cebola e o alho em fogo baixo;
  • adicione o molho de tomate, o vinho e a pimenta;
  • deixe o molho cozinhar em fogo baixo, mexendo sempre, até engrossar;
  • desligue e finalize com sal e manjericão.

Use um vinho tinto leve e com acidez, como o Namaqua Merlot.

VINHO NAMAQUA MERLOT

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

10. Risoto de abobrinha, aspargos e presunto cru

Prático e sofisticado, o risoto é um prato típico da Itália e surgiu no norte do país, na região da Lombardia. O prato é cremoso e o ponto deve estar al dente. É fácil prepará-lo em casa, porém, é necessário ter dedicação total, pois você não deve parar de mexer o arroz. Confira.

Ingredientes

  • 400 gramas de arroz arbóreo;
  • 3 colheres (sopa) de manteiga;
  • 1 xícara (chá) de vinho branco;
  • 1 cebola cortada;
  • 4 aspargos frescos;
  • 1 abobrinha italiana cortada em fatias finas;
  • 150 gramas de presunto cru picado;
  • 100 gramas de queijo parmesão;
  • 1 litro de caldo de legumes;
  • sal a gosto.

Modo de preparo

  • Em uma panela, derreta a manteiga e doure o arroz, mexendo por 2 minutos;
  • adicione o vinho e mexa até evaporar;
  • coloque uma concha de caldo e mexa até evaporar;
  • repita o processo até o arroz cozinhar;
  • escalde os aspargos e acrescente ao risoto;
  • adicione a abobrinha e o presunto cru;
  • deixe cozinhar por mais 5 minutos;
  • desligue o fogo e rale o parmesão;
  • mexa bem, acerte o sal e sirva em seguida.

Para esse risoto, você pode usar um vinho jovem, mas com notas cítricas, equilibrado e refrescante, como o Origem Chardonnay.

VINHO ORIGEM CHARDONNAY

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

Antes de preparar as receitas com vinho que apresentamos, pesquise os rótulos online, leia as descrições e escolha o que mais harmoniza com a opção escolhida. Para isso, não se esqueça de combinar vinho tinto com alimentos de sabores mais fortes e vinho branco para os mais suaves. Assim, a bebida não se sobrepõe ao prato.

Ficou com água na boca e quer adquirir os melhores vinhos para preparar as receitas? Então, clique no banner e conheça as opções que disponibilizamos para você em nossa loja online:

Adquira os vinhos da Famiglia




Por
04/02/2020

Enólogo e Embaixador da Marca


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!