Vinhos biodinâmicos: saiba o que são e conheça as suas características


Vinhos biodinâmicos: saiba o que são e conheça as suas características

Os vinhos biodinâmicos têm um conceito que vai além dos conhecimentos técnicos utilizados na viticultura convencional ou orgânica. Nesse modelo de agricultura, a biodiversidade ao redor da vinícola é considerada, respeitada e potencializada. Com isso, a própria natureza é a fonte da cura para diversas pragas e doenças, utilizando técnicas alternativas que modificam física, química e energeticamente o terroir.

São diversas as técnicas utilizadas na vitivinicultura biodinâmica, onde os produtores cultivam plantas específicas para controlar a proliferação de pragas, são adeptos de alguns preparos para mineralizar o solo de forma natural e consideram até os ciclos lunares para engarrafar os vinhos resultantes. 

Neste artigo, preparamos uma visão geral sobre os vinhos biodinâmicos, suas características e diferenciais. Boa leitura!

O que são vinhos biodinâmicos?

Já mencionamos aqui no blog da Famiglia Valduga que grandes vinhos são resultantes de vários fatores, mas o principal deles e, que muitas vezes determina a qualidade do produto final, chama-se uva. A matéria-prima poderá ser a grande aliada, ou grande inimiga, do enólogo, e também de nós consumidores. 

Acesse nossa loja online e conheça todos os nossos rótulos!

Adquira os vinhos da Famiglia

Vinhos biodinâmicos estão relacionados ao cultivo das videiras e as técnicas utilizadas para a obtenção das uvas, contudo, muitas dessas técnicas reverberam no momento da elaboração dos vinhos, através de processos utilizados durante a vinificação. Para que um viticultor seja considerado biodinâmico, existem regras bem delineadas. Acompanhe!

As videiras biodinâmicas são cultivadas de acordo com as regras da antroposofia. Essa forma de agricultura baseia-se no conceito da relação de equilíbrio entre todos os elementos que integram um vinhedo, ou seja, a harmonia entre as plantas, o solo, o ser humano, os animais e o espaço (representado pela luz, pelo calor, pelas estações do ano e por todos os aspectos que agem diretamente no ciclo de vida).

A sinergia entre os fatores, citados no parágrafo anterior, é afetada pelo uso de fertilizantes, pesticidas e fungicidas sintéticos, ou seja, feitos em larga escala pela indústria. Como sabemos, a terra é um sistema muito complexo e vivo, com suas próprias interações e cadeias alimentares. Ela é responsável por nutrir as plantas e, por isso, deve ser manejada de forma correta para que possa gerar frutos saudáveis.

O objetivo desse tipo de cultura é garantir a saúde dos vinhedos e, consequentemente, do ser humano. Isso é possível com o desenvolvimento de uma terra saudável, podendo ser fertilizada de maneira natural pela sua biomassa (matéria-orgânica) e pelos seus próprios ciclos.

Dica: Conheça os 6 principais benefícios da uva para a sua saúde

Dessa forma, os produtores devem entender a terra como um ecossistema complexo e completo. Por isso, as propriedades que defendem e utilizam a viticultura biodinâmica muitas vezes apresentam plantação de outras culturas, bosques, árvores frutíferas e criam diversos animais, com o objetivo de serem autossuficientes.

Todo esse trabalho se baseia no contexto de ritmos lunares, tendo por objetivos, melhorar e potencializar as características dos vinhos resultantes, fazendo com que os produtos apresentem sabores mais intensos e aromas variados, quando comparados com os vinhos resultantes das agriculturas convencionais e orgânicas

Como surgiram os vinhos biodinâmicos?

O modelo de produção agrícola biodinâmica, feito da maneira como é hoje, teve início em 1924. O filósofo e esoterista Rudolf Joseph Lorenz Steiner foi o mentor da antroposofia — um método de conhecimento da natureza — e responsável por essa forma de cultivo.

Assim como na agricultura orgânica, os produtores biodinâmicos não utilizam adubos sintéticos, herbicidas, antibióticos, sementes transgênicas ou hormônios em seus vinhedos. A filosofia busca a cura pela terra, com a produção de alimentos baseada no que chamamos de verdadeira vitalidade, obtida com o respeito ao meio ambiente, ao consumidor e ao agricultor (com seus hábitos e costumes).

O modelo biodinâmico visa à harmonia e a integração entre as diversas atividades de uma propriedade agrícola, como pomar, horta, campo de cereais, florestas nativas e criação de animais. O calendário lunar também é usado como ferramenta para orientar os melhores momentos para trabalhar o solo, plantar, fazer tratamentos naturais, além de indicar a melhor hora para a colheita das uvas.

Atualmente, a produção agrícola convencional é caracterizada pela irrigação artificial e utilização de insumos e agroquímicos desenvolvidos de acordo com as necessidades do agricultor. O nome biodinâmico é originário do grego bios, que significa vida, e dynamis, que quer dizer energia. Isso justifica a relação entre a energia espiritual e a física, que conectam a cultura e a natureza, a terra e o homem.

Confira todos os rótulos da Famiglia Valduga na loja online!

Adquira os vinhos da Famiglia

Qual a diferença entre vinhos orgânicos, biodinâmicos e naturais?

Os vinhedos que produzem vinhos orgânicos não utilizam nenhum tipo de pesticida, fungicida ou outro agroquímico sintético. Nesse caso, os produtores substituem até mesmo os fertilizantes químicos por adubo natural, além da rotação de culturas, evitando contaminações do solo e minimizando a erosão. 

Um dos principais objetivos da cultura orgânica é manter o equilíbrio e a biodiversidade do campo, de forma que a produção de alimentos se torne mais saudável. Contudo, as vinícolas podem utilizar técnicas de vinificação mais convencionais e altamente tecnológicas, como leveduras selecionadas, conservantes e insumos enológicos para corrigir possíveis falhas do vinho.

Já os vinhos naturais, além de serem orgânicos e, na maioria das vezes, biodinâmicos, não utilizam leveduras selecionadas, minimizam o uso de conservantes e insumos, além de não serem filtrados com máquinas mais enérgicas. O resultado são vinhos conhecidos por serem mais "exóticos", saindo do padrão internacional.

Dica: Como escolher os melhores vinhos?

Então, podemos dizer que vinhos orgânicos estão relacionados estritamente a produção de uvas e vinhos naturais à produção e também aos processos de vinificação. Compreendido?

O mercado brasileiro de vinhos biodinâmicos vem crescendo, especialmente na região Sul, na qual se concentra a grande maioria dos produtores. Esse tipo de viticultura biológica pode ser feita com qualquer tipo de uva e tem como base a utilização de adubos e plantas especiais, além do trabalho sustentado no calendário lunar. Com isso, é possível elaborar vinhos de boa qualidade, mas com conceitos e ideologias distintos. A regra é clara: "abra sua cabeça" e prove os mais variados estilos de vinhos, assim você formará sua própria opinião e beberá mais e melhor. 

Gostou de saber mais sobre esse tipo de vinho? Então, não deixe de seguir a nossa página no Facebook e receba outros conteúdos relevantes diretamente no seu feed!




Por
10/10/2019

Enólogo e Embaixador da Marca


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!