Qual o diferencial dos vinhos orgânicos?


Qual o diferencial dos vinhos orgânicos?

A melhor forma de manter uma vida equilibrada e saudável é por meio da ingestão de alimentos sem aditivos químicos — e com as bebidas não poderia ser diferente. O costume de produzir vinhos orgânicos surgiu devido às suas propriedades benéficas, tanto para a saúde quanto para o meio ambiente.

Os polifenóis — como o resveratrol, principal substância encontrada na casca das uvas tintas — são os maiores responsáveis pelos efeitos saudáveis do vinho, por terem ação antibiótica e forte ação antioxidante. É importante destacar que esses benefícios só ocorrem quando o vinho é ingerido com moderação, regularmente e por pessoas sem contraindicações ao consumo de bebidas alcoólicas.

Para não restarem dúvidas, preparamos este artigo com os principais diferenciais dos vinhos orgânicos. Boa leitura!

O que são vinhos orgânicos?

Não demorou muito para que a produção orgânica chegasse aos vinhedos para a produção de rótulos únicos e sustentáveis. O cultivo orgânico de uva acontece sem a utilização de produtos químicos, como pesticidas, fertilizantes sintéticos e herbicidas. O controle de pragas é feito por meio de predadores naturais.

Um dos principais objetivos desse método de cultivo é manter o equilíbrio e a biodiversidade do terreno e produzir alimentos mais saudáveis. As adegas também evitam quaisquer recursos de vinificação que não sejam naturais das uvas, como micro-oxigenação, leveduras de laboratório, entre outros.

Dessa forma, o vinho orgânico tem todo o seu processo de produção baseado em atividades sustentáveis e não utiliza compostos químicos para aumentar a rentabilidade ou a qualidade das bebidas. Os americanos foram os pioneiros nessas técnicas.

Dica: Conheça os 6 principais benefícios da uva para a sua saúde

Até mesmo procedimentos simples, como a rotação de lavouras, ajudam o solo a se recuperar naturalmente. O uso de coberturas vegetais e adubos verdes (ou naturais) aumentam a disponibilidade de nutrientes na região na qual são plantadas as parreiras.

Não existem especificações exclusivas dos rótulos orgânicos, pois existem vinhos desse tipo com as mais diversas características. No entanto, essas bebidas costumam ser fáceis de diferenciar de outras que não seguem uma produção orgânica devido à sua autenticidade.

Eles são vinhos de coloração mais escura e mais densos — consequência da maior conservação das características naturais das uvas nesse processo. Para escolher uma boa bebida, é importante se atentar não apenas às frutas utilizadas na preparação, mas também à região de onde a garrafa vem. Afinal, essa informação pode dizer muito sobre o produtor e a bebida.

Exemplo de vinho orgânico

Argento Reserva Organic Malbec é uma excelente opção de vinho orgânico para ter na adega. Ele exalta as fiéis características do estilo argentino — pureza, fruta, elegância e o perfeito equilíbrio entre a variedade e o terroir: Paraje Altamira, Vale de Uco, Mendoza.

Medoza é a principal região produtora da Argentina, e o Vale do Uco está localizado no sudoeste da cidade, aos pés dos Andes. Paraje Altamira pertence ao departamento de Tunuyán e tem altitudes que variam de 1.000 a 1.100 metros acima do nível do mar.

A paisagem do local é praticamente desértica, com solos pedregosos e arenosos. A altitude e a grande amplitude térmica da região exercem influência na qualidade das uvas produzidas. Essas características tornam a fase de amadurecimento da fruta mais longa, permitindo o completo desenvolvimento de cada cepa e a preservação da acidez.

Os enólogos também podem controlar a quantidade de água recebida por cada planta, devido ao baixo índice pluviométrico do local de cultivo. Isso permite a elaboração de vinhos orgânicos bem estruturados, complexos, com ótima cor e bom equilíbrio entre açúcar e acidez.

Adquira os vinhos da Famiglia na loja online!

Adquira os vinhos da Famiglia

Quais são os benefícios dos vinhos orgânicos para a saúde?

Os vinhos orgânicos apresentam muitos benefícios, especialmente quando comparados com vinhos comerciais. Confira algumas vantagens associadas a essa bebida.

Sem aditivos sintéticos

O vinho orgânico não pode conter aditivos sintéticos. Isso significa que pesticidas e herbicidas artificiais não são utilizados na produção desse tipo de vinho. Nos Estados Unidos, por exemplo, a bebida precisa receber a certificação orgânica do Departamento de Agricultura.

Livre de organismos geneticamente modificados

O vinho orgânico também não apresenta organismos geneticamente modificados (OGM), pois transgênicos não podem ser usados em fazendas orgânicas. Da mesma forma, leveduras de OGM não são utilizadas na produção das bebidas.

Sem adição de sulfitos

Essas substâncias são encontradas em diversos produtos, pois funcionam como estabilizadores para preservar o alimento e evitar o estrago. Os sulfitos se referem a diversos compostos de enxofre produzidos durante a fermentação. Eles ajudam a reduzir bactérias e outros micro-organismos.

Ainda que o vinho orgânico seja elaborado com uvas cultivadas organicamente, ele ainda pode conter sulfitos. No entanto, os produtores que elaboram com vinhos orgânicos trabalham apenas com pequenas quantidades de aditivos.

Com relação aos sulfitos, não há necessidade de adição dos compostos, pois as quantidades presentes naturalmente nas uvas são o suficiente para a preservação das bebidas.

Maior quantidade de leveduras naturais

As leveduras naturais derivam da pele das uvas. Os frutos cultivados de maneira convencional, ou seja, não orgânica, não apresentam muito fermento natural. O motivo para isso é que os pesticidas, em geral, os destroem.

Quando as uvas orgânicas são esmagadas, a levedura é liberada e o processo de fermentação inicia, transformando o açúcar em álcool. Os produtores orgânicos não são obrigados a utilizar apenas leveduras nativas, mas elas estão presentes em maior quantidade.

Dica: Vinho e saúde: qual é o consumo mais indicado?

Uso de práticas sustentáveis de produção agrícola

Os métodos agrícolas orgânicos podem incluir o uso de adubos verdes, culturas de cobertura, pastagem e estrumes de animais, conservação da água, rotação de plantações e uso de recursos renováveis. Essas práticas ajudam a fertilizar o solo, garantindo uma camada vegetal de maior qualidade a longo prazo.

Mais que isso, o gerenciamento de insetos e plantas daninhas ocorre naturalmente. Assim, a presença de bactérias ou outros organismos nocivos é reduzida e as fazendas promovem uma maior biodiversidade.

Promove a saúde

O consumo moderado de vinho orgânico está associado a diversos benefícios para a saúde, especialmente devido ao maior consumo de antioxidantes que combatem os radicais livres. Os compostos presentes nos vinhos também melhoram a saúde do coração, reduzem o colesterol, protegem contra o colesterol e diminuem o risco de diabetes, obesidade e síndrome metabólica.

Adquira os vinhos da Famiglia na loja online!

Adquira os vinhos da Famiglia

Como os vinhos orgânicos se diferem dos biodinâmicos?

Existem algumas subdivisões dentro da produção de vinhos orgânicos, como em relação ao modo de cultivo das uvas. Enquanto o vinho orgânico permite o uso de métodos de controle de pragas sem aditivos químicos e adubos orgânicos, o vinho biodinâmico requer uma ligação do produto com o meio ambiente ao redor do vinhedo.

Assim, as uvas biodinâmicas se referem a um tipo de viticultura biológica que utiliza produtos especiais à base de adubos e plantas, e o tempo de aplicação varia de acordo com o calendário lunar.

Os produtores devem olhar para a terra como um ecossistema completo. Por isso, as fazendas de vinhos biodinâmicos muitas vezes apresentam animais, campos de trigo, bosques, árvores frutíferas e vinhas, com o objetivo de serem autossuficientes.

O solo é visto como um organismo de vida própria, e o trabalho se baseia no contexto de ritmos lunares. Os vinhos biodinâmicos apresentam um sabor mais intenso que os orgânicos.

Os benefícios apresentados aqui são obtidos por meio da ingestão regular de vinhos orgânicos, de preferência durante as refeições. Uma taça para mulheres e duas taças para homens são as quantidades clinicamente saudáveis de consumo. Embora o suco de uva também promova melhorias na saúde, o álcool presente no vinho aumenta a absorção das substâncias benéficas das frutas.

Gostou das informações? Então, siga nossos perfis nas redes sociais e receba outros conteúdos exclusivos sobre o mundo dos vinhos! Estamos no Facebook e no Instagram!




Por
20/08/2019

Enólogo e Embaixador da Marca.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!