Descubra porque você deveria visitar uma vinícola nas próximas férias


Descubra porque você deveria visitar uma vinícola nas próximas férias

O enoturismo é uma atividade turística baseada em viagens motivadas pela apreciação dos vinhos e da cultura de determinado local, onde as tradições se refletem nos produtos, tornando cada vinho em um exemplar único. Vários roteiros podem ser definidos, por isso, visitar uma vinícola é uma ótima alternativa de passeio para os mais diversos tipos de pessoas — até mesmo para quem não consome a bebida.

Além de conhecer a cultura, a história e as tradições do local, o enoturista tem a oportunidade de conhecer todas as etapas do processo de elaboração dos vinhos. No Brasil, a região mais visitada quando o estímulo é a "bebida de Baco" é o Vale dos Vinhedos, localizado a 120 km de Porto Alegre, possuindo inúmeras opções de vinícolas para visitar.

A região faz parte da Serra Gaúcha e compreende os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. O local é morada das mais conceituadas vinícolas brasileiras, como a Casa Valduga, que permite que os seus visitantes apreciem alguns de seus melhores rótulos.

Continue a leitura e confira alguns motivos para fazer uma agradável visita a uma vinícola!

Possibilita aprender sobre a elaboração dos vinhos

O enoturismo permite que você conheça os diversos processos utilizados nas vinícolas para que os vinhos possam ser elaborados, evidenciando sempre que cada etapa é crucial para o sucesso do produto. Existem vinícolas com produções em grande escala e outras muito pequenas, possuindo vinhos que dificilmente são encontrados fora da região.

Quando falamos no processamento das uvas e nas mais distintas técnicas de preparo do vinho, nos deparamos com uma cena contrastante. A tecnologia perfeitamente fundida com a tradição. Então, além de muita história, rapidamente percebemos que as vinícolas nacionais estão altamente preparadas para nos ofertar o melhor que as uvas podem conferir aos vinhos. 

Assim, durante a visita às dependências das vinícolas, o turista recebe explicações acerca das técnicas de plantio até o momento do envelhecimento dos produtos nas belas e escuras caves subterrâneas.

É possível conhecer os tipos de uvas usadas na elaboração dos melhores vinhos, os detalhes técnicos que envolvem as fermentações e transformações químicas ocorridas naturalmente nos vinhos, e claro, não podemos esquecer as prazerosas e fartas degustações

Dica: Enoturismo: 5 passeios imperdíveis no Vale dos Vinhedos

Permite apreciar belas paisagens e boa gastronomia

Mesmo quem não é um grande apreciador de vinhos pode e deve visitar uma vinícola. Durante o passeio é possível conhecer uma área ampla, bonita e muito verde. Observar as parreiras, apreciar a paisagem e conhecer as adegas é uma experiência única e repleta de encantos naturais.

Embora quem protagonize as visitações sejam os vinhos e suas curiosidades, não se esqueça que em locais onde há muito vinho sempre haverá boa gastronomia. Os turistas também encontram uma ótima experiência gastronômica por meio do restaurante Maria Valduga. O local oferece pratos típicos, como massas artesanais com molhos especiais, harmonizados com os melhores vinhos e espumantes do Brasil.

A atmosfera é inspiradora e a vinícola recebe seus visitantes com uma vista deslumbrante, emoldurada pelos vinhedos centenários de uma das casas mais premiadas do Brasil.

Proporciona boas degustações

Além de todas as vantagens apresentadas até aqui, o visitante tem a oportunidade de apreciar vinhos tintos, brancos ou espumantes praticamente "direto da fonte". Nas degustações orientadas você pode escolher o estilo de bebida de acordo com seus gostos, mas se você for curioso, no hesite em provar vinhos provenientes de uvas exóticas e vinhos exclusivos

Nesse momento, o turista ganha uma taça de cristal personalizada e aprende de forma teórica e prática sobre as características de cada bebida. Também é possível aproveitar a presença do guia turístico responsável pela visita para tirar todas as suas dúvidas sobre harmonização de vinhos.

Nos consente conhecer a primeira D.O. para vinhos brasileiros

O Vale dos Vinhedos é uma região encantadora, independente da estação do ano. Atualmente são mais de 30 vinícolas, onde cada uma proporciona experiências únicas. O local tem atrações para o ano inteiro, mas é durante o inverno que atinge o seu ápice.

A paisagem é pitoresca e compõe verdadeiros cartões-postais, além de se modificar a cada estação, exaltando as belezas da região. Com relação aos vinhos, cada garrafa expõe as particularidades que representam o terroir do local. O destaque vai para os tintos Merlot e os brancos da variedade Chardonnay, castas representativas da D.O. (Denominação de Origem Vale dos Vinhedos).

Dica: Turismo: a experiência da hospedagem em vinícolas

Oportuniza conhecer a história da região

Quem gosta de história também pode aproveitar o passeio para aumentar seus conhecimentos. A Casa Valduga foi pioneira na introdução do enoturismo no Vale dos Vinhedos e inaugurou, em 1992, o primeiro Complexo Enoturístico do Brasil.

Essa ação possibilitou aos turistas um maior contato com o mundo dos vinhos e com todas as práticas relacionadas à cultura dos primeiros imigrantes italianos da região.

Muitas famílias se instalaram no Vale dos Vinhedos, mantendo o trabalho e a cultura vitivinícola, procurando sempre aprimorar a qualidade dos produtos elaborados. Atualmente, a região é dividida por comunidades com muitas histórias e cultura.

Agrada quem aprecia outras bebidas

Quem não abre mão de apreciar boas cervejas também pode se beneficiar da visita à vinícola. No Vale dos Vinhedos é possível encontrar locais que unem a cervejaria e o mundo da enologia, como o Jardim Leopoldina.

Dentro do local são comercializados produtos artesanais, como gelattos e a cerveja Leopoldina. E caso você queira conhecer a estrutura de fabricação das cervejas, basta dirigir 20 min até o município de Garibaldi, lá você aprenderá tudo sobre a IPA, a Weissbier, a Strong Ale, a Witbier, e tantos outros estilos deliciosos.

No mesmo local é possível encontrar a sede da Domno Importadora. Nela, os visitantes podem aprender mais sobre vinhos de 10 países e ter ótimas experiências com os delicados espumantes Ponto Nero, que também são elaborados no local.

Fortalece o turismo e a cultura local

O enoturismo também é importante para fortalecer o comércio e a cultura da região. Para complementar a oferta turística, existem hotéis, restaurantes, pousadas, armazéns, ateliês, bistrôs, entre outras opções. O visitante também pode aproveitar:

  • Trilhas ecológicas: quem deseja fugir do estresse deve conhecer as exuberantes paisagens do local. Para os mais aventureiros, existem trilhas em matas nativas;
  • Memorial do Vinho: o acervo conta com peças usadas na colheita das uvas e no processo de elaboração dos vinhos referentes ao período da colonização. Também existem exemplares ligados à agricultura;
  • Casa do Filó: o centro de convivência acomoda parte do acervo e conta, por meio de painéis, a história da caminhada de fé dos imigrantes italianos na região;
  • Programação ao ar livre: caminhadas culturais, piqueniques nos jardins das vinícolas, atividades esportivas, eventos com comidas típicas, entre outras atrações, podem ser desfrutadas durante os passeios.

conheça mais sobre os produtos da famiglia

Visitar uma vinícola pode ser uma experiência única e surpreendente. A Casa Valduga, por exemplo, oferece aos seus visitantes uma verdadeira imersão ao universo das uvas e dos vinhos. A vinícola abre suas portas diariamente e é possível conhecer o processo de elaboração de vinhos e espumantes, além de todo o cuidado e tecnologia envolvidos para originar produtos de alta qualidade!

Quer visitar uma vinícola no Vale dos Vinhedos? Então, acesse nosso site e confira todas as informações sobre a visitação. 




Por
28/02/2019

Enólogo e Embaixador da Marca.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!