Vinhos alentejanos: conheça suas particularidades e quais as suas principais características


Vinhos alentejanos: conheça suas particularidades e quais as suas principais características

Rústica, charmosa e com paisagens marcantes: assim é a região de Alentejo. Ela também nos surpreende com a sua capacidade de elaborar vinhos únicos, distintos e diferenciados, sendo exemplos da qualidade que Portugal conseguiu transportar em suas garrafas.

Essa enorme área se tornou umas das mais importantes produtoras de vinho nos últimos anos e alcançou seu reconhecimento na década de 80. Isso, graças ao avanço da viticultura e dos processos de vinificação, aliados ao legado das parreiras centenárias.

Que tal conhecer um pouco mais sobre esses clássicos portugueses? Saiba como foi a trajetória da viticultura na região e os diferenciais que tornam os vinhos alentejanos excepcionais. Ainda, descubra onde encontrar o melhor rótulo para degustar. Acompanhe-nos!

Como Alentejo descobriu sua vocação para a vitivinicultura?

Em Portugal, a produção de vinho iniciou-se há muito tempo e a plantação da primeira vinha em território português ocorreu em 2000 a.C., pelos tartessos. No entanto, os romanos foram aqueles que generalizaram a cultura do vinho em Alentejo.

Ainda podemos encontrar resquícios dos processos tradicionais herdados dos romanos, como a fermentação realizada em talhas de barro. Mas foi apenas em meados do séc. XVII que os vinhos ganharam fama e prestígio em Portugal, o que incomodou o Marquês de Pombal.

Isso porque ele tinha interesse na região de Douro, que hoje também é uma das principais produtoras de vinho em Portugal. Então, ele mandou arrancar as vinhas, praticamente extinguindo-as. Depois disso, várias medidas foram tomadas para recuperar a área.

Entre elas está a fundação da primeira Adega Social de Portugal. Mais tarde, foi criado o Projeto de Viticultura do Alentejo (PROVA), apoiado pela Associação Técnica dos Viticultores de Alentejo (ATEVA) e pela Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).

Dica: Saiba tudo sobre os vinhos portugueses

Vinho de Qualidade Produzido em Região Determinada

Como resultado dessas parcerias, as primeiras zonas vitivinícolas foram reconhecidas, por decreto, como aptas para a produção de Vinho de Qualidade Produzido em Região Determinada (VQPRD), com direito à denominação de origem (DO), Alentejo, e à indicação geográfica (IG), Alentejano. Assim, a qualidade dos vinhos de Alentejo cresceu exponencialmente.

Essa região entrou novamente no mapa dos melhores vinhos portugueses e do mundo. Hoje, é uma das principais regiões vitivinícolas de Portugal, onde se perde de vista pelas suas imensas planícies povoadas de vinhedos.

Mas o que torna essa região tão excepcional? A fórmula do seu sucesso pode ser facilmente encontrada em seu terroir.

Como é o terroir dos vinhos alentejanos?

Situada no sul de Portugal, sendo limitada por pequenas porções de terra. As principais, para efeitos de regulamentação da denominação de origem controlada (DOC), são as sub-regiões: Borba, Évora, Granja-Amareleja, Moura, Portalegre, Redondo, Reguengos e Vidigueira. As demais são denominadas como Vinho Regional Alentejano.

Ela tem uma grande diversidade de solo e clima dentro da mesma região, cada uma com sua singularidade expressa em suas garrafas. Os solos predominantes são de xisto, argila, mármore, granito e calcário.

Também têm uma drenagem natural favorável, o que os torna aptos para a cultura de uvas. Sua variação climática anual, com sol forte e altas temperaturas no verão e frio seco no inverno, possibilitam a produção de uvas excelentes, com uma combinação natural de maturidade e frescor.

Acesse nossa loja online e confira todos os vinhos da Famiglia Valduga!

Adquira os vinhos da Famiglia

Sustentabilidade

A posição meridional e a ausência de relevos são os responsáveis por essas características mediterrânica e continental do clima. Já o tipo de relevo predominante na região é a planície, apesar de Portalegre sofrer a influência da serra de São Mamede.

A grande maioria das vinhas é cultivada com base em práticas de proteção integrada para proteger o meio ambiente. Sustentabilidade é a prioridade nas vinícolas. Além de fortalecer a preservação ambiental, a iniciativa garante a longevidade das vinhas.

Todos esses fatores contribuem para o cultivo de inúmeras castas, que resultam em bebidas incríveis. Então, vamos conhecer agora as principais uvas e os sabores dos vinhos alentejanos? Continue acompanhando!

Quais são as características dos vinhos mais emblemáticos de Alentejo?

Há inúmeras castas plantadas. Entre os vinhos brancos, a uva Antão Vaz, é a maior aposta da região. Também encontramos com maior facilidade as castas nativas Arinto Fernão Pires e Roupeiro. Enquanto nas tintas, destacam-se Alicante Bouschet, Aragonês e Trincadeira.

Mas as possibilidades de corte são inúmeras, o blend mais habitual é composto por Castelão, Aragonês e Trincadeira. Sem contar que é possível encontrar vinhos regionais elaborados com Touriga Nacional, Cabernet SauvignonSyrah ou Chardonnay. Com tamanha pluralidade e diversidade, é invejável a qualidade dos vinhos alentejanos.

O que esperar dos vinhos alentejanos?

O enófilo pode desfrutar desde o rótulo mais simples até o mais complexo. E o que podemos esperar dos lusitanos? Os vinhos tintos elaborados nessa região têm coloração escura, são encorpados e ricos em taninos.

São bastante aveludados e, geralmente, têm ótima concentração de frutas silvestres e vermelhas. São vinhos prontos para beber ainda jovens. Também é possível encontrar bons vinhos brancos elaborados nessa parte de Portugal, apesar de serem bebidas menos tradicionais.

Os vinhos brancos costumam ser suaves, ligeiramente ácidos e apresentam aromas de frutas tropicais. Apesar das diferenças marcantes de cada sub-região, os vinhos apresentam características únicas entre si. Em geral, eles são sedutores e elegantes.

Seus exemplares ímpares são capazes de agradar aos paladares mais diversos. Então, que tal experimentar um vinho alentejano? Descubra, a seguir, onde encontrar uma bela garrafa e, assim, degustar os sabores do sul de Portugal.

Dica: Veja 13 curiosidades sobre vinhos que talvez você não saiba

Como não errar na hora de comprar um exemplar de Alentejo?

Para ajudar a conhecer melhor sobre essa incrível produção, separamos algumas dicas para acertar na escolha:

  • escolha os vinhos elaborados com as uvas mais renomadas da região;
  • pense na ocasião em que ele será servido para fazer uma harmonização perfeita;
  • confira o selo de qualidade para garantir que está degustando o melhor da região;
  • sempre leve em consideração o seu gosto pessoal.

É claro que nós separamos algumas dicas de rótulos para você saborear com seus amigos. Vamos lá?

Magna Carta Alentejo Reserva

MAGNA CARTA ALENTEJO RESERVA

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

Em homenagem ao primeiro documento constitucional que previa os direitos do povo inglês, a Magna Carta é um vinho tinto seco harmonioso e elegante. É elaborado com as castas Aragonês, Alicante Bouschet e Shiraz. Ele maturou em barricas de carvalho francês e evoluiu em cave.

A Magna Carta tem coloração vermelha grená. Ele tem aroma intenso de frutas vermelhas e frutos do bosque maduros. Em boca, é frutado, com taninos elevados e final persistente. Harmoniza muito bem com carnes vermelhas grelhadas, risoto de gorgonzola e massa ao molho pesto.

Romeira Reserva Regional Alentejano

ROMEIRA RESERVA REGIONAL ALENTEJANO

Clique na imagem e confira mais detalhes do produto!

Esse tinto seco é elaborado com as uvas Aragonês, Alicante Bouschet e Trincadeira. Maturou em barricas novas de carvalho francês e também evoluiu em cave. O resultado é um vinho com coloração vermelho rubi e seu aroma remete a compota de frutas vermelhas, além de notas de especiarias.

Já em boca, o Romeira Reserva Regional é frutado, equilibrado, harmônico e persistente. Com o que ele combina? Carnes vermelhas grelhadas, bruschettas e massa ao molho de berinjelas são ótimas sugestões. 

Com tantos tintos e brancos ricos em sabores exuberantes, os vinhos alentejanos são um verdadeiro símbolo de Portugal. Não é à toa que conquistaram os paladares mundo afora. E você, já saboreou essa descoberta portuguesa?

Então, acesse a Loja da Famiglia Valduga e encontre a garrafa perfeita para você!

Adquira os vinhos da Famiglia




Por
23/01/2020

Enólogo e Embaixador da Marca


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!