Vinho para acompanhar massas: saiba como escolher o ideal


Vinho para acompanhar massas: saiba como escolher o ideal

Harmonizar vinho e massas é uma prática que deixa a experiência ainda mais especial. Encontrar o rótulo certo para a refeição servida pode parecer algo complicado, mas existem algumas regras básicas de harmonização que facilitam a tarefa de escolher o vinho que será perfeito para o estilo de massa que você pretende consumir. 

A combinação entre acidez, corpo e tanino influencia diretamente na percepção de sabor do alimento no ato da harmonização. No caso das massas, é preciso ter atenção, principalmente, ao tipo de molho escolhido. Se o prato for servido com algum acompanhamento, ele também deve ser levado em consideração.

Saber as características e a origem do vinho também é muito importante. Para conhecer mais sobre cada rótulo, busque informações sobre o tipo de uva, a região produtora e o terroir — isso fará com que você ainda aperfeiçoe seus conhecimentos.

Neste artigo, você entenderá como escolher um bom vinho para acompanhar massas, de acordo com o molho que irá protagonizar o sabor do prato. Boa leitura!

Molho de tomate

O molho de tomate (também conhecido como molho ao sugo) é um clássico que vai bem com diferentes tipos de massas, como nhoque, espaguete ou capeletti. A receita é originária da Itália e harmoniza com diversos vinhos do "país da bota".

A acidez do ingrediente principal (o tomate) pode ser equilibrada com um tinto de médio corpo, mas que tenha uma acidez marcante para criar um elo com o prato. Por isso, a dica é apostar no Camporsino Chianti DOCG — um Chianti tradicional, equilibrado e macio. Seu aroma é frutado, remetendo à cereja, com toques florais de violeta. E vale lembrar que, como tomate é uma fruta, a melhor escolha serão vinhos com aromas frutados, maximizando os sabores do conjunto.

Molho à bolonhesa

Os molhos feitos de carne vermelha, como o clássico bolonhesa, são um dos mais consumidos no mundo todo. Em geral, eles têm uma base de molho de tomate e combinam muito bem com lasanhas e espaguetes, além de serem bem acompanhados com vinhos tintos de sabor e aroma marcantes, além de uma textura um pouco mais áspera, ou seja, que tenham mais taninos. 

Como a carne confere suculência e um pouco de gordura ao prato, um tinto mais concentrado ajuda a limpar o paladar. Por isso, a melhor opção para não errar é optar pelo Terroir Merlot, da vinícola Casa Valduga. Esta casta é conhecida pelos aromas frutados que irão combinar a presença do tomate, mas evolui 8 meses em barricas de carvalho francês, aumentando sua potência e corpo, deixando o sabor mais tempo no paladar.

Dica: Receitas com vinho: como harmonizar massas com bacon e vinho?

Molho branco

Os molhos brancos são reconhecidos pela textura cremosa e com teor de gordura considerável, pedindo uma bebida que seja capaz de equilibrá-lo. Por isso, são pratos que combinam perfeitamente com vinhos brancos, especialmente os da uva Chardonnay, ainda mais os que evoluem em barricas de carvalho

Caso você não goste muito de vinho branco, uma boa opção para servir com essas massas são os tintos de taninos macios e boa persistência, como o Tomero Reserva Pinot Noir, que apresenta aroma de frutas vermelhas em compota, nuances amadeiradas e notas lácteas.

Molho pesto

O molho pesto é feito tradicionalmente à base de manjericão fresco, pinoli, pecorino e azeite. Porém, é facilmente adaptado com nozes e parmesão. Por ter uma combinação de sabores tão característicos, nada melhor do que vinhos brancos frescos e leves para acompanhar, mas que tenham o perfume suficiente para suportar a presença das ervas.

Embora os vinho sugeridos sejam delicados, a acidez vibrante e o sabor intenso terão força para suportar o prato. Nossa sugestão não poderia ser diferente, vamos de Sauvignon Blanc que a festa estará garantida.

Molho com frutos do mar

Massas também podem ser preparadas com frutos do mar e peixes. Nesse caso, o grande desafio é fazer com que tanto a comida quanto a bebida sejam valorizadas. Por isso, é importante considerar os temperos, para que não haja uma sobrecarga de sabores, "matando" a presença dos frutos do mar, que deverão protagonizar o prato.

Aqui a dica é infalível e não deixa chances para erros. Vinho rosé será a melhor escolha! Invista em produtos frutados, florais e cheios de frescor, não comprometendo ou ofuscando os ingredientes usados no prato. Rosé de Merlot ou de Malbec? Você que escolhe.

Molho quatro queijos

O molho quatro queijos já é um clássico. Ele acompanha bem qualquer tipo de massa e é feito com uma mescla de diferentes queijos que deixam o molho denso e cheio de sabor. Nesse caso, o vinho ideal deve apresentar bom corpo, acidez viva e sabor intenso

Falando em sabor, escolha um encorpado Syrah, com seus aromas que remetem às especiarias ou até mesmo um Riesling, com notas de petróleo e acidez que "enche a boca de água". Em qualquer uma das escolhas, a festa está garantida. 

Confira a seleção completa de vinhos da Famiglia Valduga na loja online!

Adquira os vinhos da Famiglia

Molho cacio e pepe

O molho cacio (queijo) e pepe (pimenta) ganhou fama relativamente recente no Brasil por ser uma opção simples e saborosa para acompanhar massas. A cremosidade do queijo se une à leve picância da pimenta-preta, especiaria que domina o aroma.

Se for servir esse prato, a sugestão é fazer uma harmonização inusitada. Que tal optar por um vinho com aroma de especiarias e intensas notas primárias? Nesse caso, aposte no Terroir Gewurztraminer, que além de tudo possui incríveis notas florais. 

Molho carbonara

O carbonara é uma ótima opção para quem gosta de um molho marcante e cheio de sabor. Acompanha muito bem massas do tipo espaguete e resulta em um prato com estrutura encorpada devido aos ovos, o bacon e o queijo. 

A harmonização deve ser feita com vinhos de boa estrutura e que, preferencialmente, tenham passagem por barricas de carvalho mais tostadas. Para quem não sabe, todas as barricas são queimados em seu interior, conferindo diversos aromas aos vinhos. Neste caso, aromas defumados irão enaltecer a presença do bacon. Já ouviu falar na uva Marselan? Ela será uma ótima escolha. Agora, se você quer ser mais tradicional, Tannat ficará incrível com suas inconfundíveis notas de couro. 

Dica: Molho de Vinho: aprenda a fazer e torne suas receitas mais saborosas

Molho funghi secchi

O funghi secchi é um ingrediente que traz aroma defumado e terroso ao prato. Nada melhor que um tinto cheio de aromas como o Pinot Noir ou mesmo um espumante mais seco como o Sur Lie, eleito o melhor espumante da América do Sul pelo Guia Descorchados.

Além das combinações de sabor, é muito importante ter atenção à qualidade do vinho para acompanhar massa. Uma boa taça é fundamental para ter uma experiência gastronômica incrível. Por isso, a Famiglia Valduga se propõe a nos fazer comer e beber melhor, sempre. 

E aí, já escolheu a harmonização de hoje? Gostou deste conteúdo? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter! Assim, você receberá outras informações diretamente no seu e-mail. 




Por
05/09/2019

Enólogo e Embaixador da Marca


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!