Saiba como funciona a degustação de vinhos durante o processo de elaboração


Saiba como funciona a degustação de vinhos durante o processo de elaboração

A elaboração de um vinho é realizada em várias etapas, que devem ser executadas com cuidado para que o resultado seja um produto de alta qualidade. Para garantir que isso aconteça, a degustação dos vinhos é realizada durante todo o processo de elaboração, desde a chegada da uva na vinícola, até sua comercialização.

Os consumidores mais exigentes, que são grandes apreciadores de vinhos, podem se tornar parte desse momento. Isso é possível porque algumas vinícolas já proporcionam a oportunidade aos enófilos de realizarem experiências e cursos para descobrirem os segredos desse mundo.

Para você, que deseja aprender mais sobre a fantástica "bebida dos Deuses" e ganhar mais segurança sobre as características de cada estilo de vinho, continue a acompanhando o nosso artigo e descubra como funciona a degustação de vinhos durante o processo de elaboração e como fazer parte dessa experiência.

O que é e como funciona a degustação de vinhos durante o processo de elaboração?

Antes de falarmos sobre degustação é importante não haver dúvidas sobre as etapas produtivas, até porque são elas que modificam as características de cada exemplar. Então, confira a seguir as principais etapas desse processo em que a degustação é essencial.

Colheita

Saber o momento certo de colher as uvas é essencial para garantir o sucesso do vinho e o equilíbrio sensorial do mesmo. Se elas forem colhidas antecipadamente, podem resultar em uma bebida extremamente ácida e com tendência amarga. Por outro lado, se a colheita for realizada muito tempo após o ponto ótimo de maturação, a perda de acidez fará com que o vinho torne-se enjoativo, o que chamamos de vinho "chato", e também afetará a longevidade do produto. Além disso, o teor alcoólico poderá aumentar em demasia, mascarando os delicados aromas da bebida. 

Dica: Entenda a influência do carvalho sobre o vinho

Para evitar que isso aconteça, a colheita deve ser feita de acordo com cada variedade de uva, obviamente considerando as condições climáticas da safra, pois interferem no amadurecimento da uva. Esse controle é feito por meio da maturação tecnológica (concentração entre açúcares e acidez) e fenólica (concentração e qualidade dos polifenóis).

Elas são acompanhadas por avaliações sensoriais, que fornecem informações mais precisas sobre o momento ideal para a colheita. Na degustação, avalia-se a cor, a textura, a intensidade tânica, a adstringência e o amargor das sementes. Também a doçura, a acidez e os aromas da polpa, entre outros fatores. Salientando que diversas análises também são realizadas em laboratório.

Fermentação Alcoólica

A grande maioria dos compostos do sabor e do aroma do vinho é formada durante a fermentação alcoólica do mosto da uva. Pois como bem sabemos, vinhos são bebidas vivas e estão em constante modificação. Contudo, de todas as etapas de sua elaboração, o período inerente a fermentação alcoólica é o mais desafiador. 

A escolha do recipiente onde o vinho será fermentado também interfere nas características finais do líquido. O uso de tanques de aço inoxidável ajuda a preservar o frescor das frutas, resultando em vinhos com características delicadas e com aromas mais frutados e florais. Já a fermentação em madeira, resulta em bebidas mais densas e complexas, onde diversos aromas podem surgir.

Durante a fermentação a degustação do vinho é fundamental, sendo que cada produto é degustado em torno de três vezes por dia. A palavra que norteia o mundo enológico é prevenção, pois qualquer defeito que surja, seja um aroma desagradável ou mesmo o amargor, é bastante difícil de ser eliminado. Aqui, novamente a parceria com análises físico-químicas também é necessária, para que as suposições sejam confirmadas ou não.

Confira os produtos da Famiglia Valduga abaixo:

Conheça mais sobre os produtos da Famiglia

Maturação

Durante o processo de maturação, o vinho sofre inúmeras alterações em sua cor, aroma e sabor. Com o decorrer do tempo novos aromas vão surgindo e, além disso, seus componentes naturais, como ácidos, álcoois e taninos, tornam-se mais harmoniosos e delicados, conferindo elegância ao produto. 

É válido lembrar que o recipiente onde ocorre a evolução modifica completamente o perfil sensorial da bebida. Os mais comuns e utilizados em larga escala são os tanques de aço inoxidável. Reconhecidos pela higiene perfeita, o não aporte de aromas ao vinho e também pela facilidade de controlar a temperatura do líquido. Embora o inox não interaja com o produto, diversas reações químicas ocorreram e continuaram a modificá-lo, porém de maneira mais controlada e lenta.

Dica: Conheça as aventuras do Wine Explorers no blog da Famiglia Valduga

Caso o enólogo decida utilizar barricas de carvalho, haverá grande interferência no resultado. De maneira sucinta, o carvalho aporta aromas mais complexos e também estrutura ao vinho, fazendo com que o líquido torne-se mais denso e volumoso. 

De maneira geral, os vinhos permanecem em tanques ou barricas por alguns meses, sendo que em alguns casos pode ultrapassar vários anos. Quando nos referimos em maturação, falamos de vinhos que encontram-se em grandes recipientes, já a palavra envelhecimento é alusiva ao tempo em garrafa

Como vimos, essa bebida passa por profundas transformações em seu aroma e sabor. Em cada uma dessas etapas apresentadas, você tem a oportunidade de poder vivenciá-las. Quer saber como? Confira no próximo tópico!

Como participar de uma degustação de vinhos em processo de elaboração?

Enoturismo

O enoturismo é considerado um segmento do turismo gastronômico, que tem o vinho como protagonista e todo seu processo de elaboração e consumo. Esta atividade existe há muitos anos, porém foi profissionalizada e estruturada a partir da década de 1980 na França e à medida que a viticultura foi evoluindo nas mais diversas regiões, essa experiência começou a se propagar.

O principal destino dos enoturistas no nosso país é a Serra Gaúcha, tendo como principal rota o Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves. Muitas vinícolas nessa região têm pousadas e espaços próprios para degustação e cursos com o intuito de proporcionar ao turista uma experiência diferenciada.

Por exemplo, em algumas delas, o enoturista participa da colheita e também acompanha o esmagamento das uvas com os pés, conforme manda a tradição, como forma de resgate dos processos que eram feitos há mais de um século. Dessa forma, o enoturismo nos convida a vivenciar a cultura e a tradição local, valorizando a história desta atividade na região.

Dica: Casa Valduga é eleita um dos melhores destinos de enoturismo do Brasil e Uruguai

Durante os passeios, guias capacitados, sommeliers ou mesmo enólogos, mostram toda a estrutura das vinícolas e o processo de elaboração da bebida. Bem como os seus benefícios, sua história, sua cultura e a arte que envolve a bebida.

Além de gerar oportunidade de educação para o consumidor de vinho, o enoturismo é importante para estabelecer a fidelidade entre produtores e amantes da bebida, gerar maior exposição dos produtos e valorizar as regiões produtoras.

Cursos

A experiência de degustar vinhos sempre pode ser potencializada e para isso é essencial participar dos cursos oferecidos por vinícolas reconhecidas por sua qualidade. Essas experiências acabam transformando a maneira que o consumidor final vê e vive o mundo do vinho, conferindo discernimento no momento da compra e consumo

Com o objetivo de sensibilizar os enófilos em relação à importância do processo de elaboração do vinho, a vinícola Casa Valduga proporciona uma imersão profunda em conceitos do mundo do vinho por meio de diversos cursos. Além do conhecimento teórico, os visitantes têm o privilégio de degustar vários exemplares.

Entre os cursos realizados, destaca-se o Wine Experience. Ao realizar esse curso, sempre conduzido por um enólogo, os participantes são submetidos a uma imersão na cultura do vinho, abordando todos os aspectos ligados à elaboração da bebida, conhecendo na teoria e na prática cada etapa do processo de vinificação, além de degustar vinhos exclusivos e premiados, como o Gran Leopoldina Chardonnay DO, porém, com o produto ainda dentro das barricas de carvalho

Todos os produtos da Famiglia Valduga você encontra na loja online:

Conheça mais sobre os produtos da Famiglia

Degustar vinhos é uma arte, na qual existem curiosidades e um jeito específico de extrair o melhor dessa bebida espetacular. Com a prática, você será capaz de treinar os seus sentidos e identificar muitos sabores e sensações, o que fará com que o momento da escolha e apreciação de um rótulo se torne mais fácil e prazeroso. 

Então, se você é amante desse universo, que tal fazer uma degustação de vinhos em processo de elaboração? Aproveite a visita em nosso site e confira os nossos cursos de degustação! Também aproveite para conhecer nossas opções de curso de harmonização de vinhos com chocolates, queijos entre outras iguarias. 




Por
13/06/2019

Enólogo e Embaixador da Marca.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!