Baco: conheça a história do deus do vinho


Baco: conheça a história do deus do vinho

Quando você pensa em mitologia grega, qual o primeiro deus que lhe vem à cabeça? Muitos se lembrarão de figuras renomadas, como Zeus, Hera ou Apolo, porém existem outras divindades que não são muito lembradas, mas que possuem um importante papel na história mitológica.

Um desses casos é o do deus Baco (também conhecido como Dionísio na mitologia greco-romana). Não muito importante na hierarquia divina do Olimpo, Baco é conhecido como o deus do vinho, uma figura boêmia e festiva que se tornou o símbolo do hedonismo.

Neste post, você vai conhecer mais sobre a história do deus Baco e todas as suas curiosidades. Confira!

A origem do deus do vinho

Baco é fruto do relacionamento de Zeus — o deus dos deuses — com Sêmele, uma mortal. Apesar de ter cativado Zeus e engravidado dele, Sêmele sentiu que precisava provar a todos quem realmente era o seu amado, porém essa atitude enraiveceu o deus, que castigou a pobre mulher com seus raios, salvando apenas seu filho.

Para terminar a gestação do bebê que estava em Sêmele, Zeus costurou o pequeno Baco em sua coxa e o escondeu de sua ciumenta mulher, Hera, durante algum tempo. Dessa estranha gravidez, nasceu o deus do vinho.

O mito de Dionísio é um dos mais antigos de todo o acervo mitológico grego, sendo que alguns registros o datam do século XIII a.C., ou seja, cerca de três mil e trezentos anos atrás!

Dica: 6 quadros famosos com vinhos representados em sua composição

As deidades e o culto a Baco

Baco é considerado o protetor da vinhas e do vinho, é um deus ligado à boêmia e à festa. Ele também é visto como o protetor da fertilidade e do teatro. Na Grécia Antiga, os cultos a Dionísio eram regados a muito vinho, erotismo e fantasias. Ele é o deus de tudo o que é perigoso, incerto e tentador.

Pelo fato de estar ligado à fartura e aos excessos, o deus Baco é apontado como o deus do vinho, já que a bebida era um importante símbolo de festividade. Segundo a mitologia, a relação de Baco com essa bebida tem origem na figura de seu professor chamado Sileno. Foi ele quem ensinou a cultura da vinha e a fabricação da bebida ao jovem deus.

Um dado curioso sobre o deus Baco é o seu protagonismo na obra literária Os Lusíadas, de Luís de Camões. Nos versos da epopeia, Baco tenta impedir a chegada dos portugueses às Índias.

Os atos religiosos realizados em homenagem a Baco eram famosos pelo alto consumo de vinho entre os participantes, sendo que muitos entravam em uma espécie de transe. Além do álcool, algumas manifestações em nome de Dionísio envolviam erotismo. O termo "bacanal" tem origem na palavra utilizada pelos seguidores de Baco para designar suas festas em nome desse deus.

Clique no banner abaixo e adquira o seu vinho favorito da Famiglia Valduga!

Adquira os vinhos da Famiglia

Gostou de conhecer um pouco mais sobre o deus do vinho e sua origem mitológica? Então não deixe de seguir nossos perfis no Facebook e no Instagram! Neles, você encontrará conteúdos diversos sobre o universo do vinho e também dicas gastronômicas!



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!