Descubra quais são as melhores opções de vinhos para a Páscoa


Descubra quais são as melhores opções de vinhos para a Páscoa

A semana santa está chegando. Independentemente de sua religião, este é um feriado para celebrar o amor ao próximo e compartilhar bons momentos com sua família. É costume ter uma mesa farta, onde o bacalhau é o protagonista, além dos tão esperados ovos de chocolate. Contudo, uma típica refeição pasqualina vai além dos pratos servidos, sendo indispensável a presença de deliciosos vinhos. E aí,  você já escolheu os vinhos que irá apreciar nesta data especial?

Saiba que harmonizar vinhos com as comidas típicas dessa data trazem ainda mais encanto e ajudam a deixar o momento mais alegre e fraterno. Ainda não sabe quais vinhos servir? Então, continue a leitura e confira as nossas dicas!

Quais são os melhores vinhos para a entrada?

Beliscar alguns petiscos leves e degustar um belo vinho é uma ótima maneira de começar uma refeição. Para ter uma experiência incrível é recomendado harmonizar os pratos com alguma bebida. A seguir, veja as nossas sugestões.

  • Para tábuas de frios, espetos e outros petiscos à base de carnes, escolha vinhos tintos leves, como o Pinot Noir e o Pinotage;
  • Já para as entradas fritas, como polenta, onion rings e batatas, uma boa pedida são os espumantes mais secos que contam com acidez elevada para limpar a gordura do paladar;
  • A deliciosa tábua de queijos harmoniza perfeitamente com o vinho tinto de corpo médio, como o Merlot, ou um branco tradicional, como o Chardonnay;
  • Se o cardápio inclui bolinho de bacalhau, peixe ou camarão, você pode servi-los acompanhados de um bom vinho branco aromático, como Sauvignon Blanc ou Riesling.

Prato principal: com qual vinho harmonizar?

Por tradição, o almoço de Páscoa tem opções de peixes, incluindo bacalhau e salmão, além de frutos do mar. Por isso, nada é melhor do que um grande vinho para acompanhá-los. Fique agora com as bebidas mais indicadas para esse momento da refeição.

Dica: Conheça os 5 vinhos mais recomendados para consumir no outono

Chardonnay

Queridinha das uvas brancas, a casta Chardonnay dá origem a vinhos leves e frescos, desde que não estagiem em barricas de carvalho. Como vinhos são bebidas vivas e também são um reflexo do local de cultivo das uvas, cada exemplar trará novas experiências no ato da degustação. Exemplo disso são os Chardonnays provenientes de regiões mais frias, proporcionando maior elegância e frescor. Em regiões mais quentes, os aromas de frutas maduras e a densidade originada pelo teor alcoólico são mais evidentes. 

Quanto à harmonização: os vinhos jovens são ótimos para degustar com massas ao molho branco e peixes grelhados. Já os evoluídos são a companhia ideal para a tradicional bacalhoada, além do bobó de camarão e massas com molhos a base de queijos.

Rosés

Os vinhos rosés estão em alta em todo o mundo. A fama se justifica pela sua leveza e delicadeza, ideais para os dias mais quentes do ano, como geralmente ocorre no feriado de Páscoa.

Dica: Vinho rosé: entenda mais sobre a elaboração e porque sua acidez é tão importante

Por possuírem o frescor dos vinhos brancos e a estrutura que remete ligeiramente aos tintos, ele agrada a diversos paladares e combinam com vários pratos, ainda mais se a escolha for peixes ou frutos do mar. Aliás, se o cardápio incluir bacalhau a Brás e moqueca, saiba que eles pedem a presença marcante e a elegância que os rosés têm de sobra.

Pinot Noir

Pinot Noir é uma das uvas mais tradicionais na França. Dela se originam vinhos com sabores delicados e coloração vermelha menos intensa. Suas notas aromáticas são dominadas pela presença de frutas vermelhas, além das delicadas notas de especiarias. Ao longo do envelhecimento, aromas mais complexos vão surgindo, como flores secas e cogumelos

Embora seja um vinho tinto mais leve e com poucos taninos, possui uma acidez vibrante, fazendo com que ele combine tanto com carnes magras, quanto com pratos que levam atum ou salmão como ingrediente principal, observando que são peixes mais gordurosos. Pela sua versatilidade, ele é perfeito para o almoço de Páscoa onde há uma grande variedade de pratos.

Vinho Verde

Vinho Verde não se refere a sua cor, e sim à área em que ele é produzido (noroeste de Portugal). Vinho Verde é o nome da Denominação de Origem, sendo assim, podemos encontrar exemplares brancos, rosés ou tintos

Dica: Quais são as diferenças entre os vinhos do velho e do novo mundo?

A característica principal dessa bebida é a acidez mais elevada, que harmoniza perfeitamente com os pratos típicos portugueses, como a bacalhoada e o risoto de frutos do mar.

Riesling

A casta Riesling é uma das brancas favoritas da Alemanha e muito famosa no mundo todo. Os vinhos elaborados com ela têm acidez destacada e são muito aromáticos. A uva pode originar vinhos secos, demi-sec e os de sobremesa.

Para melhor apreciar a bebida em seu almoço de Páscoa, harmonize-a com carnes brancas e também com lombo suíno. Quem prefere comidas picantes e condimentadas pode apostar em um belo Riesling que não haverá chances para erros.

Se quiser saber ainda mais, confira nosso Manual Gastronômico com tudo o que você precisa saber sobre harmonização de vinhos.

Saiba tudo sobre harmonização de vinhos

Por fim, quais são os vinhos que harmonizam com os chocolates?

Para muitas pessoas, o doce encerra a refeição com chave de ouro. Nessa data tão especial, os ovos ou outras sobremesas a base de chocolate são as estrelas desse momento, e precisam de uma bebida à altura para valorizá-las.

Chocolate ao leite

O chocolate ao leite é o preferido de muitas pessoas. Com o sabor mais adocicado e cremoso, ele pede um vinho que seja ainda mais doce para harmonizar, como o Vinho do Porto que fica perfeito com tortas e ovos de páscoa.

Chocolate meio amargo

Com 50% de cacau, o chocolate meio amargo combina com vários vinhos tintos. Entretanto, vinhos que apresentem maior densidade e concentração de taninos moderada serão boas escolhas. Sendo assim, as sugestões são: SyrahMerlot e Tempranillo

Chocolate amargo

Os chocolates amargos têm baixo teor de açúcar. Para os até 70% cacau é interessante optar por vinhos tintos secos e sem passagem por madeira, como o Merlot jovem. Acima desse teor, opte pelo já citado vinho de sobremesa.

Chocolate branco

O chocolate branco é rico em sabores amanteigados, então escolha algum Chardonnay que tenha passagem por barricas de carvalho, espumantes mais tostados, ou seja, que tenha maior tempo de contato com as leveduras. Mas, se você quer atingir perfeição, escolha vinhos de Colheita Tardia.

Por ser mais gorduroso, o chocolate branco também pode ser degustado com uma generosa taça de espumante moscatel, pois ao conjunto de borbulhasacidez e doçura equilibram muito bem o chocolate. 

E para sempre decidir pela bebida certa, quem sabe dar uma olhada no nosso Guia Completo sobre a melhor escolha de espumantes?

Saiba como não errar ao escolher os espumantes

Os vinhos para a Páscoa são as bebidas ideais para esse momento tão especial em família. Por isso é preciso escolher com todo o carinho para transformar o almoço em uma experiência inesquecível.

Já sabe onde encontrar os melhores vinhos para a Páscoa? Então conheça a loja online Famiglia Valduga, onde você adquire as melhores bebidas e recebe em casa. Acesse o nosso site e saiba mais!




Por
16/04/2019

Enólogo e Embaixador da Marca.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!