Tudo o que você precisa saber sobre um Clube de Vinhos


Tudo o que você precisa saber sobre um Clube de Vinhos

Os clubes de assinatura estão se popularizando no mundo inteiro e no Brasil não é diferente. Em nosso país, esse mercado já movimenta cerca de 1 bilhão por ano, cifra bastante expressiva para uma economia em recessão. Porém, afinal, por que essa ideia conquistou tantos adeptos?

Essa modalidade possibilita receber, na comodidade do seu lar, produtos selecionados por especialistas de acordo com seus gostos e interesses. Existem clubes dos mais variados assuntos: cosméticos, gastronomia, livros... e também aquele que nos deteremos a explicar hoje, o clube de vinhos.

A ideia é a mesma de assinar um jornal ou revista. Você recebe em casa, periodicamente, vinhos selecionados por um sommelier curador, pagando apenas uma mensalidade fixa. Entretanto, além dessa praticidade, são oferecidas muitas outras vantagens.

Neste artigo vamos explicar o que é um clube de vinhos, quais os principais benefícios de se associar, como escolher o melhor grupo e também descrever todos os estilos das bebidas que você pode receber depois da associação. Ficou curioso para saber mais? Então, continue acompanhando.

1. O que é um Clube de Vinhos

Um clube de vinhos é uma modalidade de assinatura, na qual você paga uma mensalidade fixa para receber em sua casa os rótulos selecionados. A ideia é receber bebidas diferentes todos os meses, que tenham sido escolhidas por um especialista no assunto, seja um  sommelier ou um enólogo, que garanta a qualidade do produto que será consumido.

Existem hoje muitos clubes de vinhos no Brasil e os modelos variam. Em alguns casos, você pode escolher a categoria que vai receber e a periodicidade dos envios. Em outros casos, haverá sempre a surpresa do rótulo, já que seu único trabalho é pagar a mensalidade.

Além disso, existem opções que oferecem brindes além das garrafas. Pode ser um conjunto de taças, um abridor diferente, material de estudo ou qualquer outro presente que tenha a ver com o universo da enologia. Ou então, o frete grátis, que também é um ótimo regalo.

Dica: A história do vinho no mundo: entenda como esta bebida colonizou os continentes

2. Vantagens de se associar a um clube de vinhos

Se filiar a um clube de vinhos tem muito mais vantagens do que você pode imaginar a princípio. Elas vão bem além do preço e da comodidade de receber as garrafas sem precisar sair de casa.

Quer saber quais são? Acompanhe. 

2.1. Preço

A primeira vantagem listada e uma das mais significativas é o preço dos produtos. Por se tratar de um clube de assinaturas, que pressupõe a fidelidade do cliente, os valores são sempre mais baratos.

Como os clubes possuem um grande número de associados, eles também garantem margem para negociação, podendo adquirir rótulos de mais qualidade por um preço mais baixo. Essa margem é repassada para o cliente, que acaba economizando entre 20% e 30% ao optar pela assinatura.

Assim você consegue conhecer bebidas de maior qualidade pelo mesmo valor que pagaria por um rótulo médio no supermercado.

Outra vantagem relacionada ao pagamento é que ele é feito de forma recorrente, através do seu cartão de crédito, como uma assinatura mesmo. Portanto, você não precisa se preocupar com o pagamento de boleto, o que é mais uma facilidade.

2.2. Diversidade

Já que os vinhos são selecionados por especialistas, você, com certeza, terá acesso a uma grande diversidade de rótulos que ainda nem conhece. Com o tempo, é natural que acabarmos comprando sempre o mesmo exemplar, aquele que é nosso preferido, ou, pelo menos, outro da mesma categoria. Pois, por incrível que pareça, ainda existe um grande receio no momento de comprar um vinho desconhecido, observando que a conhecer novos produtos é sempre a parte mais divertida.

Com isso, perde-se a chance de conhecer muitos outros sabores e descobrir que talvez aquele preferido nem era tão bom assim. Isso, porque a quantidade de vinhos que os clubes de vinho têm acesso é muito maior do que as possibilidades que estão expostas no mercado. Afinal, eles têm acesso direto aos produtores.

Efetuando a sua assinatura você conhecerá rótulos e estilos de diversos lugares do mundo, podendo apreciar também as diferenças entre cada região produtora.

Desfrute de todas as vantagens de ser um Membro da Famiglia Valduga. Clique no banner abaixo e confira!

conheça mais sobre os produtos da Famiglia

2.3. Informações técnicas

Se você está pensando em se associar, deve ser um enófilo ou, pelo menos, um grande apreciador da bebida. Nesse caso, com certeza busca informações a respeito do vasto universo da enologia.

Por isso, vai gostar de saber que a maior parte dos clubes de assinatura nesse segmento enviam junto com as bebidas um encarte com as informações técnicas do vinho e a explicação do sommelier, justificando a escolha do mês.

Esse material é exclusivo para assinantes e geralmente contém informações e curiosidades sobre os vinhos recebidos, além de sugestões de harmonização. Com tanta informação, aos poucos você também se tornará um especialista.

2.4. Diferenciais de cada clube

Para se diferenciar da concorrência, cada clube busca oferecer vantagens exclusivas. Por isso, vale a pena pesquisar e decidir quais são as mais importantes para você. Na busca por clientela, alguns clubes de vinho oferecem inúmeros benefícios, o que acaba agradando os associados.

Frete grátis? Brindes exclusivos enviados junto com os vinhos? Facilidade para pagamento? Possibilidade de escolher o tipo de vinho que você quer receber? Todas essas alternativas existem em clubes diferentes, portanto, é importante mapear os principais grupos do mercado antes de fazer a sua escolha.

Como os clubes precisam se diferenciar para garantir associados, são oferecidos inúmeros benefícios que você não terá fazendo a compra no mercado. Depois que decidir quais são os atrativos que mais fazem sentido para você, é só efetuar a assinatura e esperar a primeira caixa.

2.5. Comodidade

Quando falamos em clube de assinatura, o primeiro benefício que vem à cabeça das pessoas é a comodidade. Esse tipo de negócio é realmente muito prático e facilita bastante a nossa vida.

Você não tem trabalho nenhum depois que efetua a sua assinatura. O pagamento é recorrente, via cartão de crédito e você recebe as caixas diretamente na sua casa. Pense quanto tempo você economiza em seu dia a dia fazendo essa opção.

Dica: Identifique diferentes características do vinho

É necessário considerar que se você for fazer as compras em um supermercado ou loja especializada, você perde tempo no trânsito, tentando estacionar e ainda ganha como bônus algumas doses a mais de estresse, já que se deslocar nas grandes cidades é difícil.

Esse tempo poderia ser utilizado na prática de algum esporte, com os amigos, com sua família ou mesmo, degustando um belo vinho. Então, lembre-se: optando por essa praticidade você economiza muito mais do que dinheiro.

3. Como encontrar o melhor clube do vinho

Já se convenceu de que a melhor opção para alimentar o seu amor por vinhos é assinando um clube especializado, mas não sabe como escolher o melhor? Nós vamos te dar algumas dicas de critérios que você deve levar em conta nesse momento.

Para encontrar o melhor clube do vinho, o primeiro passo é pesquisar. Utilize a internet para fazer a sua pesquisa, seja através dos buscadores como o Google ou das redes sociais.

Certifique-se de encontrar pelo menos 5 possibilidades diferentes antes de fazer a sua avaliação. A partir da pesquisa, elabore uma lista com as vantagens de cada um deles, para poder fazer um comparativo que servirá de base para a sua decisão.

Com a sua lista em mãos, é hora de comparar. Coloque todos os clubes lado a lado e vá analisando as vantagens de cada um deles. Elenque em colunas tudo que é importante para você e vá marcando com um X os que possuem a facilidade referida. Depois, basta verificar qual deles é o que possui mais benefícios e quais os mais importantes para você. Mas, afinal, o que levar em conta nessa hora?

3.1. Preço

Um fator importante a se considerar sempre é o preço. Contudo, além da mensalidade, você deve se ater também ao custo-benefício. Analise quantas garrafas você receberá pelo valor que está pagando, quais são as marcas e categorias desses vinhos e se tem algum outro benefício incluso no valor, como frete grátis.

Os melhores rótulos da Famiglia Valduga você encontra na loja virtual. Confira!

adquira os vinhos da Famiglia

3.2. Possibilidade de escolha

Outro aspecto importante em um clube de vinhos é a possibilidade de escolha. Alguns oferecem mais de uma categoria de associação, permitindo que o cliente defina quanto quer pagar e qual tipo de vinho quer receber. Isso é ótimo, já que existem opções para todos os bolsos e paladares.

No geral, as categorias estão vinculadas aos preços, mas também existem clubes em que você escolhe se quer vinhos tintos ou brancos, por exemplo. Nesse caso é importante mencionar que você perde um pouco da experiência desse tipo de modalidade, que é justamente a surpresa ao receber a caixa e conhecer os rótulos indicados pelo sommelier.

3.3. Reconhecimento de marca

Como em qualquer segmento, é importante não comprar um produto de uma empresa que você não conhece ou nunca ouviu falar. Afinal, esse reconhecimento geralmente está ligado à qualidade.

Especialmente nessa modalidade de negócio, mais importante que o nome do clube, é saber com quais vinícolas e marcas ele trabalha. Assim, você terá a garantia que independente do rótulo que irá receber, todos terão um elevado padrão de qualidade. 

A maior parte dos clubes disponibilizam uma lista das marcas com as quais trabalham. Procure saber isso antes de se associar.

3.4. Facilidades contratuais

O melhor serviço é aquele que oferece mais facilidades. Por isso, no momento de escolher qual clube assinar, verifique as possibilidades de pagamento, mas, principalmente, as de cancelamento.

Certifique-se de que você conseguirá cancelar facilmente e a qualquer momento a sua assinatura, se esse for o caso. Lembre-se também de verificar se não há nenhuma cláusula de fidelidade no contrato de serviço.

Essas facilidades contratuais sem dúvidas tornam a experiência muito melhor.

Dica: Guia completo para montar uma adega de vinhos em sua casa

4. Estilos de vinhos oferecidos

Sabemos que o universo da enologia é extremamente vasto e dinâmico e que existem muitos tipos de vinho. Tintos, brancos e rosés são apenas o início das distinções, que vão muito além disso. Quer conhecer algumas das categorias de vinho que são oferecidas em um clube de assinatura do segmento? Acompanhe!

4.1. Espumante

Alguns consumidores mais leigos não sabem, mas espumantes também são vinhos. O grande diferencial, que caracteriza estes produtos é a presença do gás carbônico em sua composição.

De forma sucinta e objetiva, o mosto (suco) das uvas é transformado em vinho através da ação das leveduras. Estes fungos consomem os açúcares naturais da fruta e os transformam em álcool e gás carbônico. Quando nos referimos aos vinhos tranquilos (que não apresentam CO2 em sua composição), como tintos, brancos e rosés, esta substância é liberada para a atmosfera, permanecendo somente o álcool na bebida. Com os espumantes, o gás é aprisionado, originado as famosas (e deliciosas) borbulhas, conhecidas como perlage. Lembrando que não é permitido adicionar CO2 exógeno na bebida, somente sendo permitido a substância proveniente das leveduras

Existem diferentes métodos para a elaboração de espumantes e os mais conhecidos são o tradicional (Champenoise), o "Asti" (Moscatel) e o Charmat. Essas bebidas também podem ser chamadas de outras formas, conforme a região em que foram produzidas.

Bons exemplos disso são os Champagnes e os Cavas, espumantes feitos respectivamente na região de Champagne, na França e na região da Catalunha, na Espanha.

4.2. Vinho Tinto

Os vinhos tintos são os mais apreciados e consumidos do mundo. Talvez por isso que 55% dos vinhedos do mundo sejam de variedades de uvas tintas, conforme pesquisa da Adelaide University, da Austrália.

Elaborados a partir das uvas tintas de espécies Vitis vinifera (vinhos finos) ou Vitis labrusca (vinhos de comuns), os exemplares dessa categoria passam por um processo chamado de maceração, que consiste em deixar as cascas das uvas em contato com o líquido (mosto). Fato muito importante, mas que alguns consumidores desconhecem, é que o suco das uvas tintas (com algumas exceções) é completamente transparente.

É válido ressaltar que não é permitido adicionar corantes ao vinho, sendo fundamental  deixar as cascas com o líquido. Geralmente, o tempo necessário para colorir a bebida é de poucos dias, mas isso depende de vários fatores, no qual os enólogos deveram decidir qual o momento ideal de separar as partes sólidas do bendito líquido. 

Além da coloração, as cascas das uvas são responsáveis por transferir os taninos, compostos que proporcionam a clássica sensação de "boca seca", parecido com a que sentimos quando consumimos uma banana verde. Esses compostos são responsáveis por transmitir estrutura e corpo ao vinho, além de serem fundamentais para a conservação e longevidade do produto. 

As uvas mais utilizadas na elaboração de vinhos tintos são Cabernet SauvignonMerlotPinot Noir e Tempranillo.

Desfrute de todas as vantagens de ser um Membro da Famiglia Valduga. Clique no banner abaixo e confira!

Torne-se membro deste clube exclusivo

4.3. Vinho Branco

Se compararmos os vinhos brancos com os outros estilos abordados acima, com certeza eles se parecem mais com os rosés

Elaborados geralmente com uvas brancas, mas também podendo ser proveniente de uvas tintas (fato pouco recorrente); Logo após a colheita da matéria-prima, o mosto é extraído, não permanecendo em contato com as cascas durante a fermentação alcoólica, originando um vinho de coloração amarela muito clara. 

Diferente dos tintos, os vinhos brancos devem ser servidos gelados, em torno de 6 a 10°C. Eles são excelentes opções para harmonizar com peixes e frutos do mar. Também vão bem com queijos frescos e delicados.

As principais uvas utilizadas para a elaboração de vinhos brancos são: Chardonnay, Riesling, Sauvignon Blanc e Moscatel.

4.4. Vinho Rosé

Nem branco, nem tinto. Nos últimos anos os delicados vinhos rosés estão ganhando destaque no setor enológico

Qualquer clube de vinhos que se preze lhe enviará alguns exímios rosés, principalmente nas estações mais quentes do ano, como a primavera ou o verão, sendo as melhores épocas para degustá-los, graças ao seu frescor e leveza. 

Suas características frutadas e acidez mais elevada são resultantes do processo de elaboração. Como a coloração das uvas é proveniente das cascas, basta controlar o tempo de maceração para que uma linda coloração rosada seja obtida, geralmente não ultrapassando algumas horas. 

Outro aspecto sensorial muito importante, e que está diretamente relacionado a qualidade dos vinhos rosés, é o equilíbrio entre acidez e concentração alcoólica. Para que tenhamos maior frescor, as uvas são colhidas precocemente, ocasionando em vinhos menos quentes e pesados, e sim vinhos mais refrescantes e fáceis de beber. 

As uvas escolhidas ficam a cargo do enólogo e os vinhos rosés mais famosos do mundo são oriundos da região de Provence na França.

Dica: Como escolher os melhores vinhos?

4.5. Vinho Seco

Os vinhos secos podem ser tintos, rosés ou brancos. Ser seco, meio-secosuave ou doce, não tem relação com a coloração da bebida, mas com a concentração de açúcar no líquido. 

Para ser considerado seco um vinho deve ter no máximo 4 gramas de glicose por litro, de acordo com a legislação brasileira. Esse açúcar é natural das uvas, sendo remanescente do processo de fermentação alcoólica, onde são chamados de açúcares residuais. 

4.6. Vinho Suave

Se os vinhos secos precisam ter no máximo 4 gramas de glicose por litro, os suaves têm uma quantidade bem maior. No Brasil, os vinhos suaves são aqueles que superam a marca de 25 gramas de glicose por litro. É graças a essa quantidade de açúcar que o sabor da bebida é suavizado, podendo receber esse título. Lembrando, que quem define a qualidade do vinho é quem o consome. 

4.7. Champagne

O champagne é um vinho espumante, brancorosado e mais raramente tinto, com as características que já citamos anteriormente. Então, qual a diferença que torna essa bebida tão famosa? A região onde ela é produzida.

Para ser considerado um champagne, o espumante deve obrigatoriamente ser produzido na região de Champagne, no nordeste da França. Além disso, o outro requisito é que a bebida seja feita apenas com as uvas Chardonnay, Pinot Noir ou Pinot Meunier, além de outras regras extremamente rígidas, tornando este produto incomparável. 

5. Benefícios de beber vinho

Para finalizar o nosso texto sobre os clubes de vinhos, vamos apresentar alguns benefícios relacionados ao consumo da bebida. Acompanhe para saber:

5.1. Melhora a saúde do coração

Diversos estudos realizados mundo afora reforçam a ideia de que beber vinho moderadamente melhora a saúde cardíaca — mais uma excelente motivação para seu consumo.

A principal razão para isso é que o álcool presente na bebida reduz a formação de placas que causam entupimento nas artérias, além de aumentar o colesterol bom e inibir a coagulação do sangue, diminuindo o risco de aterosclerose.

Substâncias presentes no vinho, como os polifenóis, ajudam a diminuir a pressão arterial e reduzem a oxidação dos lipídios, aumentando a capacidade de dilatação dos vasos sanguíneos. Tudo isso faz bem para o coração.

Os melhores rótulos da Famiglia Valduga você encontra na loja virtual. Confira!

adquira os vinhos da Famiglia

5.2. Previne doença de Alzheimer e demência

Estudos também comprovam que beber uma quantidade moderada de vinho reduz os riscos de declínio cognitivo, representados especialmente pelas doenças de Alzheimer e demência. Nesse caso, recomenda-se especialmente os exemplares tintos.

O consumo melhora as funções cerebrais e previnem a deterioração da área responsável pela memória. Benefícios interessantes, não é verdade?

5.3. Reduz os sintomas de depressão

Uma pesquisa publicada pela BMC Medicine e realizada por pesquisadores espanhóis indica que pessoas que consomem vinho regularmente tendem a ser menos afetadas pela depressão.

As taxas de depressão entre pessoas que consomem de duas a sete doses de vinho tinto por semana são 32% menores do que entre as que não consomem a bebida. Segundo os pesquisadores, a razão é que a enfermidade pode ser originária de algumas causas que respondem bem ao consumo do vinho, como doenças cardíacas e inflamações de baixo grau.

Percebeu como assinar um clube de vinhos é a melhor alternativa para enófilos ou interessados em saber mais sobre o universo da enologia? Os benefícios são muitos e você pode conhecer rótulos surpreendentes e estilos de vinhos variados, expandindo o seu leque de conhecimento e o seu paladar. Tudo isso com muita a praticidade e desfrutando de uma curadoria de confiança.

Agora que você já sabe de tudo isso, que tal conhecer o nosso clube de vinhos? O Clube Confraria tem muitas vantagens para os associados. Além de receber sempre em sua casa 3 rótulos da melhor qualidade, além disso, você ainda pode escolher o pacote que cabe no seu bolso.




Por
10/06/2020

Enólogo e Embaixador da Marca.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!