Quais são as tendências do mercado de vinhos para o ano de 2019?


Quais são as tendências do mercado de vinhos para o ano de 2019?

O vinho é uma das bebidas mais apreciadas em todo o mundo. O seu processo de elaboração gera certo fascínio sobre as pessoas, desde o terroir, passando pelas características sensoriais do produto até chegar a seu desempenho em concursos mundo afora. Se você é um enófilo, que tal saber sobre as tendências do mercado de vinhos?

Nos últimos anos, as previsões para esse nicho foram acertadas, como a interferência das mudanças climáticas que modificam completamente algumas regiões. Por isso, é interessante ficar por dentro para saber o que esperar em relação à sua bebida favorita em 2019. Ficou curioso? Continue a leitura e confira!

Vinhos Veganos

Muitas pessoas não sabem, mas a maioria dos vinhos não são veganos. Isso porque na etapa de clarificação (limpeza) da bebida, antes do engarrafamento, há a adição de substâncias derivadas de proteínas animais. Embora esses componentes não estejam presentes no produto final, o seu uso torna o vinho não vegano.

Pensando no aumento do veganismo no mundo, muitas vinícolas apostam na produção vegana para seus vinhos. Para isso, elas utilizam outros clarificantes, de origem inorgânica ou sintética, como substitutos dos agentes de origem animal. Estes compostos auxiliam de maneira muito semelhante o processo de vinificação, resultando em vinhos límpidos, delicados e completamente livres de produtos de origem animal

Embalagens alternativas

As tradicionais garrafas de vidro com rolhas de cortiça cederão cada vez mais espaço para as embalagens alternativas. Seja pela facilidade no transporte ou pela própria sustentabilidade, diversas vinícolas estão mudando as embalagens em que seus vinhos serão comercializados.

Dica: Como as características da garrafa influenciam no vinho?

Recipientes com menor quantidade de vidro e rolhas alternativas, sejam sintéticas ou mesmo de rosca (screw cap), são uma das tendências com maior abrangência. Os países do Novo Mundo são os adeptos mais frequentes dessas novidades. Países como a Nova Zelândia, África do Sul e Estados Unidos já produzem e consomem vinhos com embalagens mais sustentáveis, deixando para trás qualquer premissa preconcebida sobre a relação entre garrafas e vedantes e a qualidade do produto final. 

Cortes inusitados

Sabe aquele rótulo que faz uma mescla improvável de variedades de uvas? Pois, bem, essa também é uma das tendências do mercado de vinho para 2019. Na busca por sabores e aromas diferenciados, ou, até mesmo por alcançar uma melhor qualidade no produto final, além de preços mais acessíveis é que surgem cada vez mais esses blends inusitados.

Para quem gosta de experimentar e se surpreender, essa é uma ótima opção de degustação. Os vinhos com novos cortes oferecem experiências diferentes do que os tradicionais que vale a pena conferir.

Espumantes em alta

No Brasil, os espumantes nacionais estão em alta no mercado interno e externo. A categoria tem reconhecimento internacional e as vendas dentro do país aumentaram consideravelmente.

Dica: Espumante nature, extra brut, brut, seco, demi-sec e doce: quais as diferenças?

Se antes os brasileiros tinham a ideia de tomar espumantes somente em celebrações e eventos sofisticados, hoje a tendência é degustá-los de maneira mais casual, assim como os outros vinhos.

Sustentabilidade

A sustentabilidade é algo que cresce cada vez mais no mercado, e o consumidor está atento a isso. Afinal, é preciso preservar os recursos naturais e minimizar os impactos ambientais.

No que se refere aos vinhos, todo o processo de produção pode ser adaptado para ajudar o meio ambiente. Desde soluções amigáveis para o controle de pragas nos vinhedos até as embalagens alternativas ou de vidro mais leves. Utilização de fontes de energia renovável e utilização dos resíduos do processo de vinificação em outros segmentos, como cosméticos ou gastronomia também estão em alta. 

Design de embalagens

Não temos dúvidas que não bebemos somente com a boca, mas com os “olhos” também. A apresentação dos produtos é um dos fatores que o consumidor mais repara, auxiliando ou dificultando a performance dos vinhos no mercado. Por isso, os designs diferenciados e em sintonia com as tendências de outras áreas é uma previsão para 2019.

Dica: 8 rótulos de vinho que vão te deixar boquiaberto pela beleza

Entre os destaques do setor estão:

  • O minimalismo;
  • A cor millennial pink;
  • Os tons pastéis;
  • A holografia;
  • As embalagens sustentáveis.

Vinho orgânico

De olho na saúde das pessoas e do planeta, os vinhos orgânicos estão em alta. Hoje em dia, os consumidores estão preocupados em adquirir produtos que não sejam resultantes de culturas convencionais, excluindo ou minimizando a utilização de agroquímicos.

A produção de vinhos orgânicos ainda é mais cara e arriscada do que a convencional. No entanto, a maioria dos consumidores já está disposta a investir um pouco mais para ter uma bebida livre de agentes químicos.

Valorização dos nacionais

Por algum tempo os brasileiros tinham maior apreço pelos rótulos internacionais. Mas, felizmente, hoje a valorização da produção nacional é crescente graças à qualidade excelente de vinícolas empenhadas em elaborar melhores vinhos.

Conheça mais sobre os produtos da Famiglia Valduga, tradicional vinícola da região sul do Brasil.

Conheça mais sobre os produtos da Famiglia

A região sul do país é a mais conhecida por seus vinhos. Pensando nisso, o enoturismo está em crescimento. Os turistas procuram por boas experiências em vinícolas que estão preparadas para receber muito bem e proporcionar diversas experiências inesquecíveis. 

Mudanças climáticas

Como falamos, a interferência da mudança do clima nos vinhos já foi anunciada e vem se confirmando. Com as temperaturas mais altas, até mesmo a geografia dos vinhos é alterada.

Por exemplo, a ilha de Hokkaido, no Japão, é mais uma fonte para o cultivo da Pinot Noir por conta do aquecimento na região sendo que antes isso não era possível. Isso tudo faz os vinicultores ajustarem as suas práticas nos vinhedos e adotarem novas estratégias. Outro exemplo disso é o sul da Inglaterra, que antigamente não produzia uvas e agora já disponibiliza alguns exemplares interessantes de espumantes.

Experiência de luxo

Em diversas áreas há uma inclinação para as experiências exclusivas e sofisticadas, e a degustação de vinhos não é diferente. As salas de degustação estão ficando para trás, embora ainda sejam muito tradicionais.

A nova maneira de apreciar os vinhos é em situações especiais, como após colher as uvas. Na Austrália, por exemplo, uma vinícola inaugurou um cubo de vidro gigante que fica dentro de um vinhedo.

No Brasil, a Casa Valduga criou uma experiência incrível para os seus visitantes: a Degustação de ícones — em que grandes rótulos da vinícola são servidos em meio a vinhedos centenários.

Dica: Quais são as diferenças entre os vinhos do velho e do novo mundo?

As tendências do mercado de vinhos apostam em design, sustentabilidade, misturas inusitadas e preocupação com o meio ambiente e a saúde, entre outros. Isso tudo reflete o momento atual em que o mundo vive e a enocultura não poderia ficar de fora.

Gostou do nosso artigo? Então, que tal manter os seus amigos atualizados sobre as tendências de vinhos para 2019? Para isso, basta compartilhar este post nas suas redes sociais!




Por
09/04/2019

Enólogo e Embaixador da Marca.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!