Vinhos argentinos: conheça a história de Mendoza


Vinhos argentinos: conheça a história de Mendoza

Ao pé da cordilheira dos Andes, existe uma cidade com a história altamente marcada pelo cultivo das uvas e produção de vinhos na América do Sul. A cidade argentina de Mendoza é famosa pelas suas belezas naturais e pela qualidade dos vinhos que lá são produzidos, fazendo da região uma verdadeira referência continental dentre os vinicultores.

Conheça agora um pouco mais sobre a história de Mendoza e saiba como foi a trajetória da cidade até chegar ao patamar de hoje, no qual é considerada a capital dos vinhos argentinos.

O começo de tudo

Mendoza foi fundada em março de 1561 ao longo de canais de irrigação naturais, e logo se tornou a capital da província. Grande parte da suas construções coloniais foi destruída em 1861, devido a um grande terremoto. A cidade foi reconstruída, tendo a Avenida San Martín como uma divisória entre a nova e a velha Mendoza.

As primeiras mudas de videira vieram do Chile, porém foi com a chegada dos imigrantes espanhóis, italianos e franceses que ela tomou notoriedade. Hoje, Mendoza é a principal região vitivinícola da Argentina, sendo responsável por mais ou menos 70% da produção de vinho no país.

Dica: Conhecendo a Espanha e seus Cavas

O clima perfeito

Mendoza possui algumas características que fazem dela uma região especial e com o terroir perfeito. A altitude, que varia entre 900 a 1800 metros, o solo desértico, o vento seco e a chuva escassa, além da baixa umidade do ar, tornam o clima perfeito para afastar pragas e fungos. Os dias quentes são ótimos para aguçar o açúcar da uva e a queda de temperatura durante a noite favorece a produção do tanino.

Toda a água usada na produção das uvas vem da liquefação da neve da cordilheira dos Andes. Esse canal flui constantemente na direção dos vales, e um sistema de irrigação existente é o responsável por controlar a quantidade certa de água que é colocada em cada parreira.

Turismo pela cidade

Mendoza oferece muitas variedades turísticas, não apenas ligadas ao vinho. Por sua localização aos pés da cordilheira dos Andes, você encontra muitas estações de esqui que atraem milhares de turistas durante o ano. Mas o turismo vinícola oferece o “caminho do vinho”, em que é possível degustar uma grande variedade de rótulos e conhecer o seu processo de elaboração.

A cidade possui ampla estrutura, ótima gastronomia e hospedagens de alto nível, o que faz de Mendoza não apenas uma grande produtora de vinhos no mundo, mas também um maravilhoso destino turístico.

Dica: Turismo: a experiência da hospedagem em vinícolas

Os vinhos argentinos de Mendoza

Para que um vinho seja rotulado varietal, segundo a legislação argentina, ele deve ser produzido com no mínimo 85% de uma determinada uva. As uvas mais adaptadas a essa região são: Malbec, Cabernet Sauvignon e Chardonnay.

Malbec é a casta mais apreciada e cultivada na região, produzindo rótulos com grande concentração de frutas, taninos aveludados e acidez moderada. No entanto, não é o único a fazer parte da reputação dos bons vinhos argentinos. As castas Chardonnay e Cabernet Sauvignon também produzem bons vinhos. Entre eles, podemos destacar o Artesano de Argento Chardonnay, característico da região e digno de ser provado.

Clique no banner abaixo e adquira o seu vinho favorito da Famiglia Valduga!

Adquira os vinhos da Famiglia

Gostou de aprender mais sobre a história dos vinhos argentinos? Assine nossa newsletter!



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!