Entenda tudo sobre a uva Chardonnay


Entenda tudo sobre a uva Chardonnay

Você, com certeza, já ouviu o nome Chardonnay em algum momento, em filmes, em revistas, em seriados ou na vida real mesmo, certo? Como você sabe, esse nome se popularizou fazendo referência ao vinho branco, no entanto, curiosamente, Chardonnay é também o nome da uva responsável por gerar diversos outros tipos de vinho. Poucas pessoas conhecem essas informações. 

Para não deixar dúvidas, elaboramos esse artigo para esclarecer os principais pontos sobre a uva Chardonnay. Depois de ler o conteúdo, temos a certeza que você vai entender melhor a sua importância na produção de diversos rótulos de vinhos ao redor do mundo. Vamos lá? 

LEOPOLDINA TERROIR CHARDONNAY LEOPOLDINA TERROIR CHARDONNAY 375ML

Qual é a história da Chardonnay?

Durante muito tempo, acreditava-se que existia uma ligação entre as uvas Chardonnay, Pinot Blanc e Pinot Noir e esse pensamento não era por acaso: as plantas de todas as 3 possuem estrutura e formato muito parecidos, diferindo apenas na cor de seu fruto. Apenas recentemente, após estudos de análise de DNA, é que foi descoberto que a uva Chardonnay é, na verdade, um cruzamento das espécies Gouais e Pinot Blanc.

Acredita-se que os romanos foram os responsáveis por trazer a Gouais e que suas cepas foram cultivadas no leste francês junto com as uvas Pinot Blanc — o que tornou seu cruzamento muito mais propenso.

Com isso, em meados do século XVIII, o fruto desse cruzamento, a Chardonnay, foi reconhecida como uma nova espécie de uva e não mais como uma variedade.

LEOPOLDINA TERROIR CHARDONNAY

Quais são suas principais características?

Essa uva de pele verde, utilizada na produção de espumantes e vinhos brancos é, provavelmente, a mais “maleável” que existe no mundo, e grande parte disso se deve ao fato de ser possível produzi-la em praticamente todo lugar do planeta.

É possível utilizá-la na produção de vinhos que apresentam desde a expressão máxima da fruta — ou seja, vinhos que não passam por madeira — como aqueles que variam de notas mais suaves até os mais amadeirados — que apresentam características de baunilha e amanteigados.

A Chardonnay dá origem a vinhos ricos em aromas e sabores, de forma que evidencia as frutas cítricas quando submetida a climas frios, e frutas tropicais a climas quentes. Para atingir essa gama variada de vinhos que vão de estruturados e encorpados até leves e delicados, sua grande aliada é a Terroir.

LEOPOLDINA TERROIR CHARDONNAY 375ML 

O efeito Terroir

A beleza da Chardonnay é um reflexo de sua maleabilidade. Você encontrará o mesmo tipo de uva com uma gama de sabores, de acidez, de notas e de aromas diferentes — tudo isso graças a Terroir.

Terroir é a soma dos fatores de onde o vinhedo está plantado, tais como solo, clima etc. e essa uva possui a capacidade de desenvolver características diferentes de acordo com as do local de seu cultivo. Por isso, a Chardonnay produzida na Califórnia será totalmente diferente daquela produzida na América do Sul, mesmo que ambas ainda carreguem o mesmo nome.

Saber disso é muito útil na hora de escolher vinhos que utilizam a Chardonnay, pois as características que você encontrará em cada um dependerá também da região de origem daquela uva específica.

Quais são as regiões produtoras?

Ao olharmos para o mapa de produção da Chardonnay, veremos que o único lugar que não cultiva a uva é uma região na França, local esse onde seu plantio é proibido. Apesar da produção mundial, as principais regiões produtoras são as seguintes:

Borgonha

Local de origem da Chardonnay, produz vinhos que podem levar mais de 10 anos para atingirem seu pico de complexidade — levando assim a vinhos brancos conhecidos internacionalmente. 

Champagnen       

A Chardonnay produzida na região de Champagne é normalmente colhida mais cedo, nos estágios iniciais de sua maturação. O resultado disso é uma uva que gera vinhos com menos notas frutadas e maior acidez, características essas que são essenciais para a produção do espumante produzido na região, feito principalmente com uvas Chardonnay, Pinot Noir e Meunier.

Dica: Uva Pinot Noir: tudo sobre uma das cepas mais elegantes do mundo

Califórnia

Os Chardonnays produzidos na região da Califórnia são tradicionalmente armazenados em barricas de madeira, dando origem a vinhos encorpados com teor alcoólico mais elevado, notas de madeira, nozes e são levemente amanteigados, apresentando baixa acidez.

Austrália

Ao contrário dos outros produtores que falamos acima, os Chardonnays australianos são feitos normalmente a partir de um blend das Chardonnays produzidas em várias regiões diferentes do país, o que confere a eles diversos aromas, como melão, figo, banana, entre outros.

América do Sul, Africa do Sul e Nova Zelândia

Na América do Sul — especificamente no Brasil, na Argentina e no Chile —, o Chardonnay tem ganhado seu espaço. Por esses lados, as uvas têm produzido vinhos mais frutados.

Na África do Sul, o Chardonnay tem apresentado ótimos resultados, normalmente, quando produzidos nas regiões mais frias. Já na Nova Zelândia, os vinhos são famosos por serem os mais potentes do chamado “Novo Mundo”.

Conheça mais sobre os produtos da Famiglia

E os Chardonnay produzido no Rio Grande do Sul?

Há algum tempo, os produtores do Rio Grande do Sul perceberam o potencial da uva Chardonnay e sua capacidade de se adaptar a qualquer ambiente, e decidiram investir em sua produção. O cultivo tem gerado frutas adequadas tanto para a produção de vinhos quanto de espumantes, provando que o solo gaúcho não tem deixado nada a desejar.

Qual é o papel da uva Chardonnay na produção de vinhos?

Conforme dito acima, a Chardonnay é uma uva que agrega as características do solo e do clima sob os quais se encontra, criando vinhos com mais ou menos aromas, notas etc.

A produção em locais onde o clima é mais quente gera uma Chardonnay com notas de pêssego e de melão, enquanto climas mais frios levam as notas de maçã com acidez mais alta.

Dentre todos os vinhos produzidos com a uva Chardonnay, os aromas tradicionalmente mais encontrados são;

  • Frutas cítricas — limão, tangerina, maçã verde, lima, maracujá;
  • Florais — flor de laranjeira e acácia;
  • Frutas tropicais — banana, manga, abacaxi, pêssego;
  • Amanteigados — mel, melaço, manteiga;
  • Amadeirados — nozes, baunilha.

É aí onde mora a beleza da Chardonnay: sua complexidade depende muito de seu local e do clima de produção, o que depende diretamente também da época do ano em que é feita a colheita.

LEOPOLDINA TERROIR CHARDONNAY LEOPOLDINA TERROIR CHARDONNAY 375ML

A uva Chardonnay é hoje a mais utilizada e produzida no mundo, por isso, você provavelmente vai sempre esbarrar em um rótulo que a contém. Assim, é importante ficar muito atento ao local de produção da uva para que você não acabe levando algo com expectativas erradas.

A boa notícia é que, em caso de dúvidas, basta conferir nosso site. Por lá, você vai encontrar centenas de rótulos diferentes, com descrições bem definidas do que esperar de cada um.

E, se você gostou desse artigo e quer continuar recebendo conteúdos assim, assine agora nossa newsletter e se torne o expert da turma quando o assunto for vinhos!




Por
12/01/2017

Embaixadora Famiglia Valduga


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!