Entenda como harmonizar vinhos com peixes


Entenda como harmonizar vinhos com peixes

Para quem está iniciando no universo da apreciação e degustação de vinhos, a harmonização da bebida com alguns pratos, como os peixes, por exemplo, pode parecer uma tarefa complicada, cheia de segredos e mistérios. Até porque, no Brasil, apesar de existir uma trajetória do vinho, o consumo da bebida ainda não é tão comum.  

No entanto, engana-se quem pensa que tudo é complicado assim: a combinação em questão pode ficar fácil — e deliciosa! —, basta dar uma olhada em nossas dicas.

Quer entender melhor sobre como harmonizar vinhos com peixes? Continue a leitura e aprenda a aproveitar ao máximo cada garrafa e cada refeição!

Dica: A história do vinho no Brasil: conheça a trajetória da bebida em território nacional

Por que costumamos harmonizar vinhos brancos com peixe?

Na hora de reunir os convidados em casa, já se tornou natural escolher um vinho branco para acompanhar o peixe que será servido no jantar.

É claro que existe uma explicação para isto: os pratos preparados com peixes costumam ser mais leves e refrescantes. Estes são conceitos também comumente associados aos vinhos brancos, que, geralmente, combinam com o calor e têm um sabor mais suave, além de serem servidos gelados.

Porém, pensar sempre desta forma pode ser algo limitante. Em um país em que as caipirinhas e demais bebidas à base de cachaça são tão apreciadas, deixar de conhecer melhor sobre vinhos e suas harmonizações pode ser uma grande perda!

Nem só de vinhos brancos são feitas as harmonizações com peixes, mas é fato que esta combinação pode mesmo ser infalível. Confira o tópico a seguir e conheça mais sobre as combinações clássicas e as mais inusitadas!

E como fazer a harmonização?

Cada peixe possui a sua especificidade. Existem grandes diferenças no sabor, na textura e até na origem de todos eles. Deste modo, há diferentes tipos de vinho para diferentes pratos.

Lembre-se de que, para harmonizar vinhos, é preciso conhecer não apenas a carne do peixe, mas também os acompanhamentos do prato. Eles podem ter um papel de protagonismo no sabor final e, assim, serem decisivos na escolha da bebida. A forma de preparo também é um critério muito importante na hora da escolha.

Dê uma olhada nas diversas formas de harmonizar vinhos e peixes (fugindo ou não do padrão):

Salmão

O consumo de salmão tem aumentado significativamente entre os brasileiros ano após ano. Este peixe é rico em proteínas e ômega 3, substâncias que fazem muito bem para a saúde. Não é à toa que cada vez mais pessoas o incorporam à alimentação.

Se você deseja servir esta carne macia e tão apreciada no Brasil com uma boa bebida, pode começar pelo espumante Rosé. Ele é leve e cheio de frescor, ideal para quem quer começar a experimentar algo diferente dos brancos. O Pinot Noir, é um vinho tinto e leve quee também pode ser uma alternativa eficiente e deliciosa.

ARTE ESPUMANTE BRUT ROSÉ 12 MESES NATURELLE TINTO 

Clique nas imagens acima e confira mais detalhes dos produtos!

Bacalhau

O bacalhau é uma verdadeira herança portuguesa que, com o tempo, foi tornando-se extremamente expressiva em nosso território. Nossos colonizadores nos influenciaram diretamente em inúmeros aspectos culturais e a culinária é um forte exemplo disso.

Este peixe possui um sabor muito potente e característico além de apresentar diversas formas de cozimento. Sendo assim, se for bacalhau a Gomes de Sá, bem temperado, um vinho encorpado pode entrar em cena para uma harmonização perfeita. É o caso dos tintos mais jovens do Dão. Se for servida somente a posta, é possível escolher um vinho com passagem por barrica de carvalho como alguns Verdejos Espanhóis.  

ENOPORT - CAVES VELHAS CATEDRAL DÃO TINTO BODEGAS FRONTAURA FRONTAURA VERDEJO D.O. RUEDA 

Clique nas imagens acima e confira mais detalhes dos produtos!

Atum

O atum é também notável quando o assunto é um bom peixe para ser servido. E não estamos falando daquele atum ralado ou em pedaços encontrado dentro de latas em supermercados. Neste caso, o peixe deve ser consumido em sua forma selada, os acompanhamentos nesse caso podem ser diversos, como um arroz selvagem ou um purê de mandioquinha. 

Isto trará uma refeição sofisticada e completa aos seus convidados quando você harmonizá-lo com a Barbera, uma uva muito consumida e utilizada ao norte da Itália. Os vinhos desta uva são mais encorpados e, assim, se relacionam bem com a carne cheia de sabor do atum. Escolha a taça perfeita e conquista seus convidados!

Dica: Saiba escolher a taça ideal para o seu vinho

Linguado

A carne deste peixe é excelente para quem procura por uma refeição realmente leve: o linguado é bem delicado e é quase impossível encontrar gordurinhas em sua extensão. Sendo assim, ele é comumente acompanhado de saladas ou arroz integral para não quebrar seu lado light e suave.

Por possuir estas características, é interessante harmonizá-lo com um Chardonnay ou Sauvignon Blanc, no caso dos brancos. Para ousar um pouco mais e despertar o interesse e curiosidade do paladar de seus convidados, combine-o com manteiga de amêndoas (clássica receita francesa) e legumes ao vapor. Irresistível, até para quem está de dieta!

Tilápia

Representante das águas doces em nossa lista, a tilápia — também conhecida como Saint Peter — é tão comum quanto o salmão em terras brasileiras. Na verdade, o consumo deste peixe é ainda mais expressivo, principalmente pela falta quase completa de espinhos e baixo teor de gordura.

Um purê de batata ou de ervilhas pode ser um excelente acompanhamento para a tilápia e você pode prepará-la com uma crosta de castanhas ou nozes. Para arrematar o sabor com a harmonização perfeita, opte por servir um espumante também com notas de amêndoas ou se for servi-la pura, um refrescante Pinot Grigio pode ser o ideal!

130 ESPUMANTE BRUT NS ARGENTO PINOT GRIGIO 

Clique nas imagens acima e confira mais detalhes dos produtos!

Truta

Este peixe é também de águas doces e faz um verdadeiro sucesso nos mais diversos restaurantes. A truta grelhada com molho de ervas acompanhada de uma batata recheada com manteiga, bacon e louro, uma especialidade sueca. Este é um prato simples de ser feito, sem muitos preparos mirabolantes, mas muito apreciado.

Combinar a bebida com este tipo de peixe tornará sua refeição um verdadeiro banquete. Um expressivo exemplar da  uva Sauvignon Blanc cumpre aqui um papel fundamental nessa harmonização, principalmente por seu aroma vegetal, que tem tudo a ver com o sabor das ervas. 

Harmonizar vinhos com peixes é uma verdadeira arte e, com o tempo, é possível aprender, se inspirar, ousar e testar cada vez mais combinações. Não tenha medo: pesquise, treine e experimente. Os resultados são deliciosos e podem lhe surpreender. Siga as nossas dicas e boa sorte!

Clique no banner abaixo e conheça todos os vinhos disponíveis no e-commerce da Famiglia!

Conheça mais sobre os produtos da Famiglia

Para receber ainda mais dicas valiosas como estas, assine nossa newsletter e confira também as nossas páginas em redes sociais como o Facebook e o Instagram!



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!