Alimentos orgânicos: saiba o que são e seus principais benefícios


Alimentos orgânicos: saiba o que são e seus principais benefícios

A busca por uma alimentação saudável, balanceada e rica em nutrientes, de modo a reduzir o aparecimento de doenças e garantir uma boa qualidade de vida, levou ao aumento do consumo de alimentos orgânicos. Afinal, para se alimentar bem não é necessário fazer dietas complicadas e viver com restrições, mas sim comer de forma variada, consciente e na quantidade correta.

Optar por uma dieta equilibrada e investir em alimentos de qualidade garante muitos benefícios para a sua saúde. Esse tipo de alimentação melhora o sistema digestivo e permite o bom funcionamento do organismo, aumenta a qualidade do sono, melhora a aparência da pele e dos cabelos, garante o bom humor e reforça o sistema imunológico.

Pensando nisso, preparamos este artigo para você entender o que são produtos orgânicos, seus benefícios e principais diferenças com relação aos convencionais. Boa leitura!

O que são os alimentos orgânicos?

Para que os alimentos sejam rotulados como orgânicos é importante que eles sejam cultivados e processados de acordo com requisitos específicos definidos pela legislação brasileira — a lei número 10.831, de 23 de dezembro de 2003.

Esse regulamento define que os produtos são reconhecidos como orgânicos apenas quando passam por um processo de produção específico e totalmente sustentável, sem danos para o ecossistema local. A regra vale tanto para alimentos consumidos in natura — como frutas, verduras e legumes — quanto para produtos processados.

Técnicas de produção 100% sustentáveis devem otimizar recursos naturais e socioeconômicos. Para isso, é preciso respeitar a cultura das comunidades rurais, buscar a sustentabilidade ecológica e econômica e minimizar o uso de energias não renováveis. Também é importante que os produtores respeitem as normas que garantem a qualidade do ambiente de trabalho e sistematizam métodos de distribuição e comercialização.

Os alimentos orgânicos não podem ter qualquer modificação genética, nem empregar pesticidas sintéticos, fertilizantes à base de petróleo ou radiações ionizantes. Além disso, devem ser cultivados em solo seguro e permanecer separados das plantações convencionais.

Dica: Vinoterapia: entenda o que é e quais são os seus principais benefícios

No caso dos produtos de origem animal, os animais devem ser criados soltos, com livre acesso ao pasto, e manterem uma alimentação orgânica. Eles não podem consumir antibióticos ou qualquer tipo de hormônio de crescimento.

O objetivo final dos alimentos orgânicos é a manutenção do equilíbrio do planeta e a saúde das pessoas. As feiras voltadas para esse tipo de produto ou as de pequenos produtores são as principais formas de comercialização. Em geral, todas as mercadorias são exclusivamente naturais. Também é possível encontrar algumas opções em lojas online certificadas.

Quais são os principais benefícios de consumi-los?

Como todos sabem, consumir alimentos orgânicos regularmente auxilia de maneira significativa para termos uma vida mais saudável. Ingerindo estes legumes, frutas e cereais integrais, você priorizará a sustentabilidade, a segurança alimentar e garantirá uma melhor nutrição.

A seguir, listamos algumas vantagens de optar pelo sistema orgânico em relação ao convencional.

Têm menor índice de toxicidade

Ao optar pelos alimentos orgânicos, você terá menos contato com produtos tóxicos, pois a probabilidade de resíduos provenientes de agroquímicos é praticamente nula. Dessa forma, é possível evitar crises alérgicas e respiratórias, sobrepeso, distúrbios hormonais, problemas neurológicos, entre outras doenças.

Apresentam maior valor nutricional

Devido a forma de cultivo, os alimentos orgânicos tendem a ter maior concentração de nutrientes, como fósforo e antioxidantes, do que os cultivados por métodos convencionais. Outro ponto importante é que produtos químicos e conservantes podem causar alergias.

Esse problema faz com que algumas pessoas se deparem com sintomas e reações adversas em consequência do consumo de alimentos e bebidas com pequenas quantidades de elementos aos quais são intolerantes. Por esse motivo, os orgânicos oferecem menos riscos para a saúde.

Veja os produtos orgânicos da Famiglia Valduga!
Conheça mais sobre os produtos da Famiglia

Ajudam na manutenção do equilíbrio ambiental

As práticas da agricultura biológica são melhores para o meio ambiente. Seus processos reduzem a poluição (tanto do ar quanto da água e do solo), economizam água, aumentam a fertilidade do solo, reduzem as erosões e usam menos energia. A agricultura sem agroquímicos também é benéfica para os animais e as aves da região, bem como para as pessoas quem moram ou trabalham nas fazendas.

São livres de transgênicos

Organismos modificados geneticamente (também conhecidos como transgênicos) são plantas, animais ou alimentos cujo DNA foi alterado. Dessa forma, eles não são mais produzidos na natureza ou em cruzamentos tradicionais. A vantagem para o produtor é que eles se tornam mais resistentes pragas e outros tipos de doenças.

Ainda não se conhece com precisão os malefícios dos transgênicos para a saúde humana. Em muitos países, culturas naturais não contêm esses organismos, onde também as carnes orgânicas são provenientes de animais criados com alimentação livre de transgênicos.

Quais são as diferenças para os tradicionais?

As técnicas de cultivo e criação tradicionais baseiam-se na utilização de maquinário pesado, insumos químicos, melhoramento genético e administração de medicamentos, ocasionando no desgaste do solo, diminuição da qualidade nutricional dos produtos, e muitas vezes, na contaminação da microrregião produtora.

Confira algumas diferenças encontradas entre os alimentos orgânicos e os convencionais.

Segurança alimentar

Como dissemos, frutas, legumes, hortaliças e outros vegetais orgânicos são cultivados e produzidos sem a utilização de agroquímicos ou fertilizantes sintéticos. Como há fiscalização, esses alimentos são mais confiáveis.

Dica: Conheça quais são as 13 uvas mais tradicionais na produção de vinho

Fitoquímicos

Fitoquímicos são substâncias antioxidantes presentes nos vegetais, que conferem suas cores características e os protegem contra doenças — como o betacaroteno presente nas cenouras. A ausência de pesticidas permite uma maior formação desses compostos nos alimentos.

Esses agroinsumos, dependendo de sua composição química, podem agir como herbicidas, inseticidas ou fungicidas, sendo amplamente utilizados na agricultura convencional. Os seus resíduos permanecem nos alimentos que consumimos, mesmo os industrializados.

Preço e disponibilidade

Infelizmente, os alimentos orgânicos ainda são mais difíceis de encontrar e são, em geral, mais caros que os tradicionais. Isso acontece porque os custos de produção, processamento e transporte tendem a ser maiores, além de eles exigirem mais trabalho por unidade de produto.

Com o aumento da demanda e as inovações tecnológicas, a tendência é que os custos de produção, distribuição e comercialização dos alimentos orgânicos diminuam.

Os alimentos orgânicos são seguros, saborosos e nutritivos. Hoje, muitas marcas que prezam pela qualidade e pela satisfação dos seus clientes fabricam seus produtos usando matéria-prima orgânica. Diate de todas as vantagens, vale a pena investir em uma alimentação natural e livre de fertilizantes químicos!

Gostou do nosso conteúdo? Quer conhecer mais sobre os nossos produtos orgânicos e receber informações exclusivas diretamente no seu e-mail? Então, assine a nossa newsletter!




Por
02/10/2018

Enólogo e Embaixador da Marca.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!